Decorrerá em Seia, de 27 a 30 de Dezembro, a 32.ª edição do Festival Dias de Música Electroacústica (DME). Trata-se da 51.ª edição, de todas as decorreram desde a estreia do festival, em 2003, em Cracóvia.

Nesta edição destaca-se a presença de Michel Pascal, professor no Conservatório Superior de Nice, e de Elizabeth Anderson, professora no Conservatório Superior de Mons, na Bélgica. Estes compositores, que contam com uma carreira internacional na área da música electroacústica, estarão presentes no Festival DME para difundir as suas peças num concerto monográfico dias 28 e 29, respectivamente. Partilharão, também, a sua experiência em actividades pedagógicas, tais como conferências e seminários de composição. No concerto de Michel Pascal, destacamos a presença dos violoncelistas Miguel Rocha e Valter Marrafa, que irão interpretar uma obra para 2 violoncelos e electrónica.

João Pedro Oliveira, compositor português e professor na Universidade Federal de Minas Gerais (Brasil), fará a curadoria do concerto de videomusic na Casa da Cultura de Seia, dia 29, onde será também apresentada uma nova obra da sua autoria. No concerto dos NovigaProjekto (Clara Saleiro, flauta; Manu Alcaraz, percussão), no dia 30, será novamente interpretada uma obra de João Pedro Oliveira.

O festival conta ainda com a presença de jovens compositores portugueses e estrangeiros com o objectivo de difundir as suas obras. Nos dias 27 e 28: Adrian Laugsch (Polónia/Alemanha), Henrique Couto (Portugal), Gaetano Pepe (Itália), Simone Castellan (Itália), Tiago Morais Morgado (Portugal). Luís Sampaio e Ana Pereira, jovens clarinetistas, estudantes na ESART, irão interpretar a peça “Veus” de Gaetano Pepe, para 2 clarinetes e electrónica.

É igualmente de salientar a presença dos compositores portugueses João Castro Pinto e José Carlos Sousa. Este último estreará uma peça electroacústica no dia 27, encomenda do Festival DME. Os compositores Armando Corridore (Itália) e Túlio Santos (Brasil), também terão peças em estreia.

A instalação de Ana Mandillo, “Chambres d’Enfants”, estará em exposição permanente durante o festival, na Casa da Cultura de Seia, onde será também orientado um workshop com a artista no dia 30.

Será anunciado, no dia 28, o vencedor do concurso “Nano Músicos Electroacústicos”, destinado a jovens compositores que se encontrem a frequentar o Ensino Artístico Especializado ou o Ensino Profissional.

Finalmente, serão homenageados, ao longo do festival, os compositores Francis Dhomont, que completou recentemente 90 anos, e Jean-Claude Risset, falecido em Novembro de 2016.

Mais informações aqui.

Sobre o autor

Luzia Rocha

Luzia Rocha possui os graus de Licenciatura, Mestrado e Doutoramento em Ciências Musicais pela Universidade Nova de Lisboa. É investigadora no Centro de Estudos de Sociologia e Estética Musical (CESEM) da Universidade Nova de Lisboa. É membro do ‘Study Group on Musical Iconography’ e do ‘Study Group for Latin America and the Caribbean’ (ARLAC-IMS), ambos da International Musicological Society. É colaboradora na Rede Temática em Estudos de Azulejaria e Cerâmica João Miguel dos Santos Simões do Instituto de História da Arte da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa e no Grupo de Iconografia Musical da Universidad Complutense de Madrid/AEDOM. Trabalhou como docente na Academia de Amadores de Música, Escola Técnica de Imagem e Comunicação (ETIC), Instituto Piaget (ISEIT de Almada, também como Coordenadora da Licenciatura em Música) e na Academia Nacional Superior de Orquestra e colabora actualmente como docente na Licenciatura em Jazz e Música Moderna da Universidade Lusíada. Tem participado como oradora, por convite, em conferências nacionais e internacionais e publicado artigos em periódicos com arbitragem científica. É autora do livro "Ópera e Caricatura: O Teatro de S. Carlos na obra de Rafael Bordalo Pinheiro".

Deixe um comentário

O seu endereço de correio electrónico não será publicado.