Ontem dia 1 de Dezembro, foi lançado no Palácio Foz, em Lisboa, o CD de estreia de Philippe Marques — e o primeiro de quatro que constituirão a integral das sonatas para piano de João Domingos Bomtempo (1775-1842), pianista virtuoso e compositor de ímpar importância no contexto português e de notável relevância para a compreensão da música de transição entre o classicismo e o romantismo europeus.

Editado pelo MPMP e integrado na colecção discográfica melographia portugueza, este CD inclui a Grande Sonata em dó menor, op. 5, a Sonata fácil em dó maior, op. 13, e as Sonatas op. 15, números 1 e 2, respectivamente em lá bemol maior e sol menor.

O projecto voltará a ser apresentado no próximo dia 6 de Dezembro, às 21h30, no Museu da Música (na estação de metro Alto dos Moinhos, em Lisboa), estando já a ser preparada a gravação do segundo CD da integral, que será lançado em 2015.

 


 

Philippe Manuel Vicente Marques nasceu em 1991 em Lausana, Suíça. Iniciou os estudos musicais no Conservatório Regional Silva Marques, na classe de Catherine C. Paiva. Completou o Curso de Piano no Conservatório Nacional, em Lisboa, com a máxima classificação, na classe de Helder Entrudo. É mestrando na Escola Superior de Música de Lisboa, onde estuda com Miguel Henriques. Participou em diversas masterclasses, recebendo orientação de Luiz de Moura Castro, Sequeira Costa e Dmitri Alexeev.

Como solista, interpretou o 1.º Concerto para piano e orquestra de Franz Liszt, em Março de 2011, com a Orquestra Sinfónica da Escola Superior de Música de Lisboa, sob a direcção de Vasco Pearce de Azevedo. Apresentou concertos a solo em Paris (França), na Califórnia (E. U. A.), em Belo Horizonte, São Paulo e Rio de Janeiro (Brasil — digressão “Música portuguesa em viagem”, organizada pelo MPMP com apoio da Direcção-Geral das Artes) e em alguns dos mais importantes palcos portugueses, incluindo no seu repertório obras de Fryderyk Chopin, Alexander Scriabin, António Fragoso e Fernando Lopes-Graça, entre outros.

Dedica-se igualmente à música contemporânea, tendo colaborado com o Grupo de Música Contemporânea de Lisboa e estreado várias obras de jovens compositores. Integra o Ensemble MPMP desde a sua fundação e é docente no Conservatório de Música da Metropolitana.

 

 CD à venda em www.mpmp.pt !
 

Sobre o autor

Edward Ayres d'Abreu

Concluiu o Curso Complementar de Piano no Conservatório Nacional. É licenciado em Composição pela Escola Superior de Música de Lisboa, onde estudou sob orientação de Sérgio Azevedo e de António Pinho Vargas. Durante um ano, em programa Erasmus, frequentou o Conservatório Nacional Superior de Paris (CNSMDP), estudando com Gérard Pesson. É Mestre em Ciências Musicais pela Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa e doutorando em Musicologia Histórica enquanto bolseiro da FCT, Fundação para a Ciência e a Tecnologia. É membro fundador e Presidente da Direcção do MPMP, Movimento Patrimonial pela Música Portuguesa, tendo sido Director da revista 'Glosas' nos seus primeiros quinze números.

Deixe um comentário

O seu endereço de correio electrónico não será publicado.