O grupo Capella Patriarchal regressa a Évora para um Concerto de Ano Novo, que decorrerá na Sé de Évora hoje, dia 16 de Janeiro, pelas 18h00. Tal como nas edições anteriores, o concerto é organizado pela editora Althum.com em parceria com o Cabido da Sé de Évora.

O programa do concerto, com o título “Vésperas de Natal”, centra-se num grupo de obras do compositor setecentista João Rodrigues Esteves, um dos bolseiros enviados por D. João V para estudar em Itália com os grandes mestres do seu tempo, para importar o modelo da música religiosa romana para Lisboa, que culminou com a elevação da Diocese de Lisboa a Patriarcado em 1716. Mais concretamente, o concerto deste ano, no seguimento da edição do ano passado em que foram interpretadas antífonas marianas escritas pelo compositor em Roma, no ano de 1719, é composto por um grupo de salmos para o ofício de Vésperas de Natal, que chegaram à actualidade no manuscrito A7 72/85 do Arquivo da Sé Patriarcal de Lisboa, escritos por Esteves no ano de 1737 em estilo concertado para coro a quatro vozes, quatro solistas e baixo contínuo.

O grupo Capella Patriarchal foi criado em 2006 e conta já com diversos concertos realizados em Portugal, Espanha e Alemanha. Tem como objectivo primordial a divulgação dos tesouros da música sacra portuguesa, apresentando frequentemente obras inéditas. Tem contado com um criterioso trabalho de investigação e estudo das fontes musicais assim como um esforço de observação das práticas interpretativas dos vários períodos históricos a que se reportam as obras que o grupo interpreta. Capella Patriarchal é dirigido pelo organista e musicólogo João Vaz (professor de órgão na Escola Superior de Música de Lisboa), que tem desenvolvido uma intensa carreira internacional no estudo e divulgação do património musical português.

Este concerto é de entrada livre, mediante reserva obrigatória através dos contactos info@althum.com ou 919 745 338.

Sobre o autor

Natural dos Açores, é doutorando em Musicologia na Universidade de Évora, Mestre em Ciências Musicais pela FCSH-NOVA e Licenciado em Musicologia pela Universidade de Évora. É colaborador no Pólo de Évora do CESEM e no MPMP (edições mpmp e revista glosas) e consultor do atelier de conservação e restauro Acroarte. Entre 2011 e 2012 realizou o catálogo do fundo musical do Arquivo Capitular da Sé de Angra e, entre 2014 e 2015, foi bolseiro no projecto “Orfeus”, integrando actualmente o projecto "Música Sacra em Évora no Século XVIII". Em 2012 fundou o Ensemble da Sé de Angra, em 2013 o Ensemble Eborensis com quem gravou um CD. O seu trabalho centra-se na polifonia vocal portuguesa dos séculos XVI e XVII (Sé de Évora) e a música no arquipélago dos Açores desde o povoamento até ao final do século XIX.

Deixe um comentário

O seu endereço de correio electrónico não será publicado.