O MPMP e a Orquestra Metropolitana de Lisboa juntaram-se para criar o Concurso Novos Compositores, aberto a todos os cidadãos de países de língua oficial portuguesa, com o objectivo de estimular a criação contemporânea e dar a conhecer novos talentos. Como fio condutor, sugeria-se que as composições tivessem alguma relação com Joseph Haydn, de quem se interpretaria, no concerto final, a 100.ª Sinfonia – para além da Sinfonieta em homenagem a Haydn de Fernando Lopes-Graça.

Das inúmeras candidaturas recebidas, foram seleccionadas onze peças para serem interpretadas pela orquestra em sessões de leitura abertas ao público. Realizada no dia 19 de Fevereiro de 2013, sob a direcção do maestro Cesário Costa, esta experiência logrou proporcionar aos compositores uma experiência prática e consequente da sua música, fomentando o contacto directo com os músicos e a discussão, in loco, de eventuais questões despoletadas pela leitura e audição das obras. Tratou-se, por isso, de uma iniciativa rara no panorama musical português – tanto mais que as onze peças eram extraordinariamente diferentes entre si e também isso constituiu um aliciante desafio para os músicos e uma oportunidade única de aprendizagem para os jovens criadores.

A orquestra escolheu duas obras para a segunda fase do concurso: Sobre frutos secos de Carlos Filipe Cruz e Sinfonieta em três andamentos de Francisco Chaves. O concerto foi dirigido pelo prestigiado maestro israelita Nir Kabaretti, e teve lugar no Auditório da Universidade Nova de Lisboa, no passado dia 3 de Maio de 2013.

[…]

ARTIGO PUBLICADO NA GLOSAS 8 ( Clique aqui para ler o artigo completo na versão impressa ).

Sobre o autor

Edward Ayres d'Abreu

Concluiu o Curso Complementar de Piano no Conservatório Nacional. É licenciado em Composição pela Escola Superior de Música de Lisboa, onde estudou sob orientação de Sérgio Azevedo e de António Pinho Vargas. Durante um ano, em programa Erasmus, frequentou o Conservatório Nacional Superior de Paris (CNSMDP), estudando com Gérard Pesson. É Mestre em Ciências Musicais pela Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa e doutorando em Musicologia Histórica enquanto bolseiro da FCT, Fundação para a Ciência e a Tecnologia. É membro fundador e Presidente da Direcção do MPMP, Movimento Patrimonial pela Música Portuguesa, tendo sido Director da revista 'Glosas' nos seus primeiros quinze números.

Deixe um comentário

O seu endereço de correio electrónico não será publicado.