A Escola de Música do Conservatório Nacional veio, na semana passada, pedir ajuda aos “pais, encarregados e educação e amigos” para fazer face às suas dificuldades económicas. Em comunicado emitido no sítio da Escola, a Directora explica que se encontram em “graves dificuldades para conseguir encontrar uma forma de cumprir todos os compromissos assumidos”.

Tendo em conta os “orçamentos dos últimos 10 a 15 anos”, sempre havia sido possível suprir as despesas. Porém, o Orçamento de Estado para este ano inflinge ao financiamento da escola um corte de 43%, o que se traduz numa dotação menor em cerca de 70 000 euros. Mesmo incluindo no balanço as verbas desbloqueadas excepcionalmente, direccionadas para as intervenções urgentes e inadiáveis no edifício, o orçamento dado a conhecer em Maio fica aquém do do ano passado: menos 16%.

“Os pais não têm qualquer obrigação de contribuir, mas, se cada um der um euro, já serão 900 euros e, neste momento, qualquer ajuda é bem-vinda. Este pedido de donativo é o desespero absoluto, porque o dinheiro acabou”, confessou à agência Lusa Ana Mafalda Pernão. A direcção que lidera tem tentado dialogar com o Ministério da Educação e Ciência, mas as iniciativas têm sido infrutíferas. Agora, como “principal responsável pela viabilidade económica da escola”, a Directora entende que não lhe resta outra alternativa senão a do pedido que agora faz, para que possa fazer face a necessidades correntes do funcionamento do edifcío.

Segundo as declarações de uma professora contactada, o problema tem também afectado o trabalho dos docentes de inúmeras formas, desde a recente restrição de fotocópias para as aulas (já só é possível tirar fotocópias gratuitamente para os testes) até aos curto-circuitos “que avariam os computadores das salas” ou à “ausência de espaços de recreio e de ensaio, o que, a título de exemplo, leva os alunos a usar o corredor do Salão Nobre para esses fins”.

NIB PARA DONATIVOS: IGCP – Escola de musica do conservatorio nacional
0781 0112 0112 0012 6492 6
(Pede-se que se coloque no descritivo o termo “Donativo”)

Sobre o autor

Luís Salgueiro

Luís Salgueiro é licenciado em Composição pela Escola Superior de Música de Lisboa. Para além da sua actividade criativa, dedica também a sua energia à preparação de partituras e musicografia, primeiro como 'freelancer' e actualmente como coordenador das actividades editoriais do MPMP, Movimento Patrimonial pela Música Portuguesa.

Deixe um comentário

O seu endereço de correio electrónico não será publicado.