Foi recentemente editado um volume biográfico de homenagem ao escritor Mário Cláudio, pelas Edições Cão Menor. Este livro apresenta-se como o legado escrito da oitava edição (de 2015) do evento Escritaria, que ocorre anualmente em Penafiel. Nele estão compilados alguns depoimentos das variadas personalidades que participaram no festival, em âmbitos tão distintos como as apresentações de livros do autor, conferências ou a concepção de arte. São também reunidas algumas fotografias de momentos vividos nos vários dias do festival, em torno da referência à vida e obra do escritor portuense.

Entre os textos presentes neste projecto, destaca-se a participação do compositor Cândido Lima, amigo pessoal de Mário Cláudio, com o texto “Lethes — rio da minha memória”. A colaboração entre ambos acontece regularmente e já tinha sido evidenciada no número 10 da Glosas, quando o escritor acedeu à publicação de um texto inédito inspirado pela obra musical do compositor — e, por sua vez, o compositor viria a compor uma nova obra a partir do texto de Mário Cláudio.

Nas anteriores edições de Escritaria, que ocorre desde 2008 em diversos espaços culturais da cidade nortenha, foram homenageados Urbano Tavares Rodrigues, Agustina Bessa-Luís, José Saramago, António Lobo Antunes, Mia Couto, Mário de Carvalho e Lídia Jorge. A edição deste ano consagrou a escritora Alice Vieira.

 

Sobre o autor

Avatar photo

Licenciado em piano pela Escola Superior de Música de Lisboa, na classe de Jorge Moyano, concluiu o Conservatório Nacional com a classificação máxima, tendo aí estudado com Hélder Entrudo e Carla Seixas. Premiado em diversos concursos, apresenta-se em concerto em variadas formações. Estreia regularmente obras de compositores contemporâneos. Gravou para a RTP/Antena 2, TV Brasil e MPMP: editou, em 2020, o CD “La fièvre du temps” em duo com Philippe Marques. É membro fundador do MPMP Património Musical Vivo, dirigindo temporadas e coordenando inúmeras gravações. Termina, actualmente, o mestrado em Empreendedorismo e Estudos da Cultura do ISCTE. Foi director executivo da GLOSAS entre 2017 e 2020.