Amanhã, dia 14 de Fevereiro de 2015, pelas 21h30, terá lugar no Salão Nobre da Escola de Música do Conservatório Nacional, em Lisboa, o concerto de abertura do festival Folefest 2015. O Folefest tem-se afirmado ao longo das várias edições como um marco relevante para a divulgação do repertório clássico para acordeão em Portugal, contando com a participação e presença de músicos nacionais e internacionais, quer como intérpretes, quer como jurados.

O concerto de abertura deste ano será protagonizado pelo acordeonista Xu Xiaonan, diplomado pelo Conservatório Central de Música de Pequim, onde trabalhou com o professor Cao Xiaoquin desde o ano de 2003. Xu Xiaonan detém os primeiros prémios de concursos internacionais de acordeão em Itália e na Alemanha, realizados em 2011 e 2012, sendo também relevante na sua carreira a colaboração activa com vários compositores.

O programa do recital de acordeão solo será constituído por obras de J. S. Bach (Fuga em sol menor,BWV 578), Sofia Gubaidulina (Musical Toys), Magnus Lindberg (Jeux d’anches), Petri Makkonen (Disco-Toccata), Gokka Hermosa (Zhèng Zài) e Paulo Jorge Ferreira, director artístico do evento (8.º Andamento da Suíte n.º 1 – Imagens de Pac-Chen), salientando-se as obras A Dream do próprio executante e Gazing after you de Li Bochan, ambas em estreia na Europa.

Para saber mais sobre o festival Folefest,  visite www.folefest.com.

Sobre o autor

Isabel Pina

Isabel Pina é doutoranda e bolseira de doutoramento em Ciências Musicais Históricas na Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa, interessando-se principalmente pelo estudo da história da música em Portugal nos séculos XIX e XX, música e ideologia, nacionalismo, análise e semiótica musical, e imprensa e crítica musical. Concluiu o mestrado em Ciências Musicais tendo apresentado a dissertação “Neoclassicismo, nacionalismo e latinidade em Luís de Freitas Branco, entre as décadas de 1910 e 1930”. É actualmente voluntária na Biblioteca Nacional de Portugal, tendo estagiado no Museu da Música. Enquanto colaboradora do Centro de Estudos de Sociologia e Estética Musical (CESEM), é membro do Grupo de Teoria Crítica e Comunicação, do SociMus (Grupo de Estudos Avançados em Sociologia da Música), e co-fundadora do Núcleo de Estudos em Música da Imprensa.

Deixe um comentário

O seu endereço de correio electrónico não será publicado.