No final da tarde (19h30) da próxima sexta-feira, dia 2 de Dezembro, será possível assistir, no Salão Nobre do Conservatório Nacional, a um raro concerto de homenagem a Filipe Pires, falecido, aos 80 anos, em Fevereiro do ano passado. O Grupo de Música Contemporânea de Lisboa dedicará um programa exclusivamente constituído – com excepção de uma pequena obra de Jorge Peixinho – por música do compositor lisboeta, que contará com a apresentação da sua obra integral destinada a ensemble: Monólogos, Diálogos, Octólogos e Prólogos.

Filipe Pires é considerado unanimemente um pioneiro da música electroacústica em Portugal. O seu contacto, a partir da década de sessenta, em Darmstadt e Paris, com vultos como Pierre Boulez, Karlheinz Stockhausen ou Pierre Schaeffer teve uma forte influência nas suas opções estéticas. Além da sua importância enquanto compositor, é de realçar a sua relevância no panorama do ensino musical português, não apenas como professor de composição (e, concretamente, da disciplina de Electroacústica, por si introduzida em Lisboa), mas igualmente como um dos membros da equipa que fundou a Escola Superior de Música, Artes e Espectáculo, no Porto.

O concerto contará com a participação de alunos do Curso Profissional da Escola de Música do Conservatório Nacional, em parceria com os membros do GMCL, dirigidos por Rui Pinheiro, resultado de um louvável protocolo pedagógico celebrado entre as duas instituições. No final será servido um Porto de Honra, após uma conversa com Pedro Junqueira Maia a propósito de Filipe Pires. A entrada é gratuita.

 

Programa

Parte I

 Con-Figurações I-IV  (1968-70)          

    Improvisação sobre as Figurações I a IV de Filipe Pires

(Pno., Cl., Trp., Vln. e Perc.; alunos do 2.º ano do Curso Profissional da EMCN*)

 

Metronomie (1966)      Filipe Pires

(Fl., Vla. e Harpa)

 

Monólogos (1983)       Filipe Pires
(Fl., Cl., Vln., Vla., Vlc., Cb. e Pno.)

 

Diálogos (1975)            Filipe Pires

(Fl., Vln., Vla., Vlc., Guit., Pno., Perc., Harpa e Electrónica)

 

Parte II

Sine Nomine (1987)    Jorge Peixinho

Instrumentação Variável (alunos do 2.º ano do Curso Profissional da EMCN)

 

Elegia a Madrid (2004)    Filipe Pires

(Fl. e Guit.)

 

Prólogos (2003-04)             Filipe Pires

(Fl., Cl., Vln., Vlc., Pno. e Electrónica)

 

Octólogos (2001)          Filipe Pires

(S., Fl., Cl., Trp., Vla., Vlc., Cb. e Perc.)

Sobre o autor

Duarte Pereira Martins

Licenciado em piano pela Escola Superior de Música de Lisboa, concluiu o curso de piano do Conservatório Nacional com a classificação máxima. Premiado em diversos concursos de piano, apresenta-se regularmente em concerto por todo o país e estrangeiro, em diversas formações, com especial destaque para a divulgação do património musical português. Gravou para a Antena 2 e para a TV Brasil. É o director artístico de duas integrais das sonatas de Carlos Seixas e João Domingos Bomtempo. Frequenta, paralelamente, o curso de Engenharia Física Tecnológica no Instituto Superior Técnico. É membro fundador e Vice-Presidente da Direcção do MPMP, Movimento Patrimonial pela Música Portuguesa.

Deixe um comentário

O seu endereço de correio electrónico não será publicado.