O festival IndieLisboa, que decorre de 23 de Abril a 3 de Maio, é marcado por uma programação diversificada, entre curtas e longas-metragens, e um conjunto de actividades paralelas (o IndiebyNight, as Lisbon Talks e as Lisbon Screenings) que o complementam, fazendo com que se afirme, ano após ano e cada vez mais, no circuito dos festivais.

Este ano o IndieLisboa  conta com nova secção, dedicada à Música, o IndieMusic. Os filmes, para ver no cinema São Jorge, são distintos e diversificados. Chama a atenção e desperta expectativas a pop opera God Help the Girl de Stuart Murdoch (Sábado, dia 25 de Abril, às 21h45, no Cinema São Jorge, sala Manoel de Oliveira). Os restantes títulos da programação, que podem ser consultados em www.indielisboa.com, abordam distintos géneros musicais, como a música electrónica, o rock, o punk ou o reggae.

 

Sobre o autor

Luzia Rocha

Luzia Rocha possui os graus de Licenciatura, Mestrado e Doutoramento em Ciências Musicais pela Universidade Nova de Lisboa. É investigadora no Centro de Estudos de Sociologia e Estética Musical (CESEM) da Universidade Nova de Lisboa. É membro do ‘Study Group on Musical Iconography’ e do ‘Study Group for Latin America and the Caribbean’ (ARLAC-IMS), ambos da International Musicological Society. É colaboradora na Rede Temática em Estudos de Azulejaria e Cerâmica João Miguel dos Santos Simões do Instituto de História da Arte da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa e no Grupo de Iconografia Musical da Universidad Complutense de Madrid/AEDOM. Trabalhou como docente na Academia de Amadores de Música, Escola Técnica de Imagem e Comunicação (ETIC), Instituto Piaget (ISEIT de Almada, também como Coordenadora da Licenciatura em Música) e na Academia Nacional Superior de Orquestra e colabora actualmente como docente na Licenciatura em Jazz e Música Moderna da Universidade Lusíada. Tem participado como oradora, por convite, em conferências nacionais e internacionais e publicado artigos em periódicos com arbitragem científica. É autora do livro "Ópera e Caricatura: O Teatro de S. Carlos na obra de Rafael Bordalo Pinheiro".

Deixe um comentário

O seu endereço de correio electrónico não será publicado.