O jovem trombonista João Martinho, natural de Guimarães, venceu o Frank Smith Tenor Trombone Competition, promovido pela International Trombone Association, tornando-se assim o primeiro vencedor luso nos quarenta anos de história do concurso dirigido a jovens trombonistas.

João Martinho, de vinte e três anos de idade, iniciou os estudos aos sete, na Banda de Caldas das Taipas. Mais tarde, ingressa no Conservatório Calouste Gulbenkian de Braga e licencia-se na Escola de Música e Artes do Espectáculo do Porto. No seu primeiro ano de ensino superior, vence o Concurso Internacional de Música Terras de la Salette, ainda na categoria júnior, e depois na categoria sénior, em 2012. No ano seguinte, consegue o 2.º lugar no nível superior do Prémio Jovens Músicos. Vive actualmente em Berlim, onde cursa no mestrado em música na Universität der Künste, sendo bolseiro da Fundação Calouste Gulbenkian.

Preparava-se para o recital desde Fevereiro, após a sua gravação ter ultrapassado duas fases eliminatórias. Na final, que decorreu no Festival Internacional de Trombone em Valência, Espanha, actuou ao lado de Jan Donner — alemão, seu colega na UdK — e Brittany Lasch, norte-americana. A sua interpretação da Sonata para trombone e piano de Hindemith valeu-lhe a distinção máxima.

Após concluir o mestrado, o “objectivo é fazer provas para orquestras na Alemanha ou noutro país que me dê condições de vida e trabalho”, conta  João à Agência Lusa.

Sobre o autor

Luís Salgueiro

Luís Salgueiro é licenciado em Composição pela Escola Superior de Música de Lisboa. Para além da sua actividade criativa, dedica também a sua energia à preparação de partituras e musicografia, primeiro como 'freelancer' e actualmente como coordenador das actividades editoriais do MPMP, Movimento Patrimonial pela Música Portuguesa.

Deixe um comentário

O seu endereço de correio electrónico não será publicado.