A Região Autónoma da Madeira mantém uma constante actividade artística em prol da sua comunidade local e complementarmente como oferta cultural aos milhares de turistas que nos visitam ao longo de todo o ano. De entre as entidades promotoras de eventos culturais, encontra-se a Associação de Amigos do Conservatório de Música da Madeira, fundada em 1983, exactamente há vinte e dois anos, actualmente dirigida pelo Professor Robert Andres, na dupla qualidade de Director Artístico e de Presidente da Direcção. É, sem dúvida, uma associação que prima pela qualidade dos seus concertos, sendo nos últimos anos responsável por trazer à Madeira muito bons solistas, em especial pianistas de renome nacional e internacional.

Esta associação tem, na sua génese, o objectivo de angariar fundos para apoiar jovens músicos madeirenses através de bolsas de estudos. Muitos são os que, hoje a estudar e (ou) a trabalhar no exterior, contaram com este importante apoio. Um exemplo a seguir por outras instituições culturais do nosso país.

Nesta lógica, no próximo Sábado, dia 27 de Fevereiro, pelas 18 horas, no Teatro Municipal Baltazar Dias, na cidade do Funchal, iremos ter oportunidade de ouvir dois desses jovens músicos que actualmente estudam no estrangeiro, mas que deram os seus primeiros passos musicais na Madeira, concretamente no Gabinete Coordenador de Educação Artística (hoje Direcção de Serviços de Educação Artística e Multimédia) e no Conservatório – Escola das Artes da Madeira. O programa do concerto incide sobretudo na música de cariz romântico e virtuosístico, escolhido para demonstrar todo o talento que os dois músicos possuem e que estão a desenvolver estudando com brilhantes intérpretes e professores com carreira mundial.

 

PROGRAMA

Chopin | Doze prelúdios, dos 24 Prelúdios Op. 28, para piano solo
Schubert | Sonatina em sol menor D. 408
Massenet | “Meditação” da ópera Thaïs
Saint-Saëns | Introdução e Rondó Caprichoso
Rachmaninov | Vocalise
F. Kreisler | LiebesliedLiebesfreud
P. I Tchaikovsky | Valsa sentimental
C. Scott / F. Kreisler | Lotus Land

 

 


 

 

Filipe Fernandes, natural do Funchal, iniciou os seus estudos no violino aos seis anos com a professora Nana Khachkalyan no Gabinete Coordenador de Educação Artística. No ano lectivo de 2010/2011 ingressou no Curso Profissional de Instrumentista no Conservatório – Escola Profissional das Artes da Madeira Eng.º Luiz Peter Clode, na classe de violino do professor Norberto Gomes, tendo-o terminado com a classificação máxima, na prova de violino, em Julho de 2014. Em Abril de 2013 foi concertino no estágio OJ.COM (Orquestra de Jovens dos Conservatórios Oficiais de Música de Portugal), em Lisboa, sob orientação do maestro Jean-Sébastien Béreau. Em Maio do mesmo ano foi galardoado com o 3.º prémio na sétima edição do Concurso Nacional para jovens violinistas “António Capela”. Ao longo do seu percurso colaborou por diversas ocasiões com a Orquestra Clássica da Madeira como músico convidado. Participou em masterclasses com artistas notáveis como Aníbal Lima, Alissa Margulis, Yuri Zhislin, Eliot Lawson, Maria Milstein e Ilya Grubert. No âmbito da música de câmara integra um quarteto de arcos regularmente acompanhado pelos professores Dmitri Ferschtman e Johannes Leertouwer. Actualmente integra a classe de violino dos professores Ilya Grubert e Maria Milstein, no Conservatório de Amesterdão, na Holanda.

Rafael Kyrychenko alcançou a sua primeira vitória aos oito anos, ganhando o primeiro prémio no Concurso Internacional de Piano Vila de Capdepera em Palma de Maiorca, Espanha. Desde então, Rafael tem participado com regularidade em concursos internacionais e já foi vencedor de primeiros e segundos prémios em Portugal, Espanha, Itália, França, Estónia, San Marino, Chipre e Estados Unidos da América. Rafael também participou em masterclasses com professores de renome mundial como Philippe Entremont, Nelson Delle-Vigne Fabbri, Dmitry Bashkirov, Michel Béroff, Martino Tirimo, Artur Pizarro, Rosella Clini, António Rosado, entre outros. Nas Paris International Summer Sessions, Rafael apresentou-se na emblemática Sala Cortot e no Palácio Fontainebleau. Para além disso ele também teve a oportunidade de tocar em outros auditórios prestigiados tais como o Teatro Baltazar Dias e Sala de Congressos do Casino do Funchal, Madeira; Sala de Congressos “Geneva” em Narva; “Estonia” Concert Hall em Tallinn, Estónia; DeSantis Chapel, Palm Beach, Florida, onde interpretou o 5.º Concerto de Beethoven com a Palm Beach Atlantic Symphony Orchestra sob a direcção do Maestro Philippe Entremont; Sala Suggia na Casa da Música, Porto, onde abriu o Ciclo de Piano EDP 2014. Em Março de 2014, foi vencedor da 25.ª Edição de atribuição de Bolsas da Yamaha. Está a estudar na Queen Elizabeth Music Chapel em Bruxelas, Bélgica, na classe de Maria João Pires.

Sobre o autor

Avatar photo

Carlos Alberto Meneses Gonçalves é Doutor em Ciências do Trabalho pela Universidade de Cádiz (Espanha), onde recebeu o Diploma de Estudos Avançados na área científica de Psicologia Social. É licenciado em Administração e Gestão Escolar e diplomado com o Curso Superior de Música (Piano e Canto). Foi professor em diversas instituições, incluindo o Conservatório de Música da Madeira, a Universidade da Madeira, o Instituto Superior de Ciências Educativas e o Instituto Politécnico de Setúbal. É investigador integrado do CIPEM (Centro de Investigação em Psicologia da Música e Educação Musical), no Instituto Politécnico do Porto, e do INET-md (Instituto de Etnomusicologia - Estudos de Música e Dança (FSCH/Universidade Nova de Lisboa). É Director de Serviços de Educação Artística e Multimédia da Secretaria Regional da Educação e Recursos Humanos do Governo Regional da Madeira.