No próximo dia 18 de Março, sexta-feira, às 18h00, no Teatro da Trindade, em Lisboa, decorrerá o lançamento do muito aguardado volume de Diários (1883-1893) de José Vianna da Motta, coordenado por Christine Wassermann Beirão, com tradução de Elvira Archer, em edição conjunta do CESEM, Centro de Estudos de Sociologia e Estética Musical da Universidade Nova de Lisboa, e da Biblioteca Nacional de Portugal.

É aqui reunido e publicado pela primeira vez um conjunto documental de importância inestimável para o conhecimento e o estudo da personalidade fascinante de Vianna da Motta (1868-1948), em particular no que concerne aos aspectos específicos dos anos da sua formação. Parafraseando o texto introdutório ao volume, estes diários são reveladores da evolução humana e artística dum jovem que, aos 14 anos de idade, mergulhou sozinho numa sociedade de cultura e clima [em larga medida diferentes das] do seu país natal, sendo também o testemunho do poder inteligente com que este mestre assimilou esse novo mundo e conduziu uma carreira musical de alto prestígio internacional.

No sentido de melhor ilustrar o conhecimento do carácter público e privado dos anos de estudo desta figura central da História da Música em Portugal, decorridos sobretudo em Berlim, nos anos a que se referem estes Diários (1883-1893), a publicação inclui ainda as correspondência trocada entre Vianna da Motta e as Senhoras Lemke aquando da frequência do curso ministrado por Hans von Bülow em Francoforte do Meno.

 

 

 

Citando uma vez mais o texto introdutório já divulgado, através destes apontamentos, chega até nós uma vasta informação sobre os hábitos sociais e o movimento cultural de Berlim dos finais do século XIX e sobre muitos dos consagrados artistas que por lá passaram.

A apresentação do volume estará a cargo dos Profs. Doutores Mário Vieira de Carvalho e Manuel Pedro Ferreira, da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa. A sessão, de entrada livre, contará ainda com um recital em que serão interpretadas obras de Vianna da Motta, com o barítono Luís Rodrigues e os pianistas João Paulo Santos, Duarte Pereira Martins e Philippe Marques.

 

Sobre o autor

José Carlos Araújo

Estudou cravo, órgão e música antiga em Lisboa, exercendo intensa actividade, quer a solo, quer com agrupamentos de música antiga e orquestras. Licenciou-se na Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, onde estudou Filologia Clássica e em cujo Centro de Estudos Clássicos é investigador. Prepara actualmente a primeira tradução portuguesa das Cartas de Plínio. Integra a Direcção da revista 'Glosas'.

Deixe um comentário

O seu endereço de correio electrónico não será publicado.