Na comemoração dos 727 anos da Universidade de Coimbra, a Orquestra Académica da Universidade de Coimbra – OAUC apresentou na passada quarta-feira, 1 de Março, um concerto no Teatro Académico de Gil Vicente, pelas 21h30. No alinhamento, composto de maneira a “caracterizar a identidade cultural de Portugal”, segundo nota à Agência Lusa, constavam obras de Francisco de Lacerda, Joly Braga Santos, Gustav Holst e arranjos de José Afonso. O concerto teve a direcção do maestro André Granjo.

Este evento está inserido na Semana Cultural da Universidade de Coimbra, que se estende até 28 de Abril. As comemorações incluem concertos, outros espectáculos, debates e conferências subordinados ao tema Quem Somos?. É de destacar, no dia 25 de Abril, um concerto dedicado especialmente à obra de Fernando Lopes-Graça.

A Orquestra Académica da Universidade de Coimbra é uma formação recente, composta maioritariamente por alumni e pessoal daquela instituição, que teve aqui a sua segunda apresentação pública, após a estreia, em Setembro do ano passado. Nessa altura, apresentou-se com um programa que incluía apenas música portuguesa dos séculos XX e XXI: a Abertura Sinfónica n.º 3 e excertos do bailado Alfama, de Joly Braga Santos, a Suíte Medieval de Frederico de Freitas, o “Fandango” da Suíte Alentejana n.º 1 de Luiz de Freitas Branco e o Concerto para Trompete e Orquestra de Cordas de Sérgio Azevedo, com Luís Granjo como solista.


Saiba mais sobre este projecto aqui.

Sobre o autor

Duarte Pereira Martins

Licenciado em piano pela Escola Superior de Música de Lisboa, concluiu o curso de piano do Conservatório Nacional com a classificação máxima. Premiado em diversos concursos de piano, apresenta-se regularmente em concerto por todo o país e estrangeiro, em diversas formações, com especial destaque para a divulgação do património musical português. Gravou para a Antena 2 e para a TV Brasil. É o director artístico de duas integrais das sonatas de Carlos Seixas e João Domingos Bomtempo. Frequenta, paralelamente, o curso de Engenharia Física Tecnológica no Instituto Superior Técnico. É membro fundador e Vice-Presidente da Direcção do MPMP, Movimento Patrimonial pela Música Portuguesa.

Deixe um comentário

O seu endereço de correio electrónico não será publicado.