Eurico Carrapatoso: Magnificat em Talha Dourada. Sónia Grané (soprano), Ensemble CN, Coro Musaico, Tiago Marques (dir.). Edição: Escola de Música do Conservatório Nacional (2016)

O final do ano de 2016 viu nascer um novo registo discográfico de Magnificat em Talha Dourada, uma das mais celebradas obras de Eurico Carrapatoso.

A primeira edição da obra tivera lugar em 2006, fruto de uma gravação ao vivo do Ensemble Olisipo, na Igreja de S. Pedro de Palmela. Esta nova leitura conta com as interpretações do soprano Sónia Grané, do coro Musaico e do Ensemble CN, da Escola de Música do Conservatório Nacional, sob a direcção de Tiago Marques. A edição teve o patrocínio da Fundação GDA e as gravações decorreram na Igreja do Menino Deus.

Eurico Carrapatoso (n. 1962) é um dos nomes a concurso para o Prémio Autores 2017 da Sociedade Portuguesa de Autores, com a nomeação, precisamente, de Magnificat em Talha Dourada à categoria de melhor trabalho de música erudita. Os resultados serão anunciados no dia 15 de Março, com transmissão em directo na RTP2 a partir do grande auditório do CCB.

Capa

Sobre o autor

Philippe Marques

Natural de Lausanne, é pianista e professor de piano com estudos no Conservatório Nacional e na Escola Superior de Música de Lisboa. Em 2014 obteu o grau de Mestre na mesma instituição sob orientação do professor Miguel Henriques. Actua regularmente em algumas das mais importantes salas do país e em colaboração com diversas orquestras e agrupamentos. Da sua discografia, dedicada exclusivamente à música de autores portugueses, destaca-se a gravação em curso da integral das sonatas para piano de João Domingos Bomtempo. Lecciona no Conservatório de Música da Metropolitana e no Conservatório Regional de Évora.

Deixe um comentário

O seu endereço de correio electrónico não será publicado.