O Coral de São José realiza o seu concerto de Primavera no próximo dia 20 de Março, pelas 21h30, na Igreja de São José, com organização da sua associação e o apoio do Governo Regional dos Açores, através da Direcção Regional da Cultura, Câmara Municipal de Ponta Delgada e SATA Air Açores.

O programa do concerto compõe-se exclusivamente pelo Te Deum laudamus H. 146 do compositor Marc-Antoine Charpentier, obra coral de referência do barroco francês, numa versão com acompanhamento de órgão fazendo uso de um dos melhores exemplos deste instrumento existentes no arquipélago, construído em 1797 por Joaquim António Peres Fontanes.

O Coral de São José apresenta-se com a sua formação de coro sinfónico junto com os solistas Beatriz Miranda e Mónica Pacheco (soprano), Arthur Pulgas (contratenor), Marco dos Santos (tenor) e André Henriques (baixo), e ainda Isabel Albergaria e João Vaz (órgão) e Vasco Chamusco (percussão). A direcção está a cargo de Luís Filipe Carreiro.

O Coral de São José tem-se destacado nas últimas décadas por uma actividade musical regular nas valências de coro sinfónico, coro de câmara e coro infanto-juvenil, tendo dado a ouvir inúmeras obras do repertório coral sinfónico em várias ilhas do arquipélago açoriano como O Messias de Handel, o Requiem e várias outras missas de Mozart, A Criação de Haydn, Messa di Gloria de Puccini, Missa em dó e Sinfonia n.º 9 em ré menor de Beethoven, entre outras.

Fundado em 1967, em 1996 constituiu-se como associação com estatutos próprios. Em 2000 foi-lhe atribuído o reconhecimento de “Associação de Utilidade Pública”, recebendo mais tarde da Câmara Municipal de Ponta Delgada o “Diploma de Reconhecimento Municipal”. Foi distinguido em 2008 com a “Insígnia Autonómica de Mérito Cívico” pelo Governo dos Açores no Dia da Região Autónoma dos Açores. Desde 2012 que organiza o Festival “Música no Colégio” com quatro dias de música: Noite Açoriana, Noite Filarmonia, Noite de Gala e Noite Lírica, contando com a participação de músicos regionais e nacionais de renome.

Sobre o autor

Natural dos Açores, é doutorando em Musicologia na Universidade de Évora, Mestre em Ciências Musicais pela FCSH-NOVA e Licenciado em Musicologia pela Universidade de Évora. É colaborador no Pólo de Évora do CESEM e no MPMP (edições mpmp e revista glosas) e consultor do atelier de conservação e restauro Acroarte. Entre 2011 e 2012 realizou o catálogo do fundo musical do Arquivo Capitular da Sé de Angra e, entre 2014 e 2015, foi bolseiro no projecto “Orfeus”, integrando actualmente o projecto "Música Sacra em Évora no Século XVIII". Em 2012 fundou o Ensemble da Sé de Angra, em 2013 o Ensemble Eborensis com quem gravou um CD. O seu trabalho centra-se na polifonia vocal portuguesa dos séculos XVI e XVII (Sé de Évora) e a música no arquipélago dos Açores desde o povoamento até ao final do século XIX.

Deixe um comentário

O seu endereço de correio electrónico não será publicado.