A pianista portuguesa Ana Beatriz Ferreira inicia hoje uma digressão no Canadá. Na sua estreia transatlântica, terá a oportunidade de dar a ouvir ao longo de cinco dias um programa repleto de música portuguesa.

A Beethoven, Liszt e Prokofiev juntam-se João Domingos Bomtempo, Vianna da Motta e Fernando Lopes-Graça, num diálogo frutífero que decerto aguçará a curiosidade do público canadiano menos informado em relação à música de compositores portugueses.

O evento é organizado pela Embaixada de Portugal no Canadá e terá a seguinte agenda:

23 de Novembro, 19h30 – Chapelle Historique du Bon Pasteur, Montreal

24 de Novembro, 19h30 – Glenn Gould Studio, Toronto

26 de Novembro, 19h30 – Freiman Hall, Universidade de Ottawa

28 de Novembro, 19h00 – Pyatt Hall, Vancouver School of Music

14976675_1243442375728027_7838934939491783390_o


 

ANA BEATRIZ FERREIRA iniciou os seus estudos de Piano aos 7 anos de idade na Academia de Música de Santa Cecília. Em 2006 ingressou na Escola de Música do Conservatório Nacional, tendo concluído, em 2009, o Curso Complementar de Piano com a classificação máxima de 20 valores e recebendo o Prémio de Mérito atribuído pelo Ministério da Educação. À Escola Superior de Música de Lisboa, seguiu-se o Royal College of Music (RCM) onde ingressou em 2011, na classe de Ruth Nye, um dos raros discípulos de Cladio Arrau. Integra actualmente o grupo de alunos da reputada pianista e pedagoga russa Dina Parakhina. Já se apresentou em várias salas do país, a solo e com orquestra. Foi premiada em vários concursos nacionais. Em 2011/2012 recebeu a Bolsa de Excelência Académica pela Fundação Eugénio de Almeida. 

Sobre o autor

Philippe Marques

Natural de Lausanne, é pianista e professor de piano com estudos no Conservatório Nacional e na Escola Superior de Música de Lisboa. Em 2014 obteu o grau de Mestre na mesma instituição sob orientação do professor Miguel Henriques. Actua regularmente em algumas das mais importantes salas do país e em colaboração com diversas orquestras e agrupamentos. Da sua discografia, dedicada exclusivamente à música de autores portugueses, destaca-se a gravação em curso da integral das sonatas para piano de João Domingos Bomtempo. Lecciona no Conservatório de Música da Metropolitana e no Conservatório Regional de Évora.

Deixe um comentário

O seu endereço de correio electrónico não será publicado.