A Rádio e Televisão de Portugal e a Antena 2 já anunciaram a 29.ª edição do Prémio Jovens Músicos, que se destina a músicos portugueses e estrangeiros residentes em Portugal e que se estrutura em três categorias: a Categoria A, modalidade de solista (saxofone, violeta, violoncelo e canto, no nível superior, e trompete e oboé no nível médio), Categoria de B, referente a música de câmara (nível superior e médio, grupos até sexteto) e Categoria C, música barroca (grupos até sexteto).

Até ao dia 19 de Abril de 2015, os concorrentes de nacionalidade portuguesa deverão preencher o formulário de inscrição, anexando uma fotografia e a digitalização do bilhete de identidade ou cartão de cidadão, e submeter até ao dia 10 de Maio de 2015 as gravações áudio das obras escolhidas para a pré-eliminatória, não sendo aceites gravações vídeo. Os candidatos vencedores de edições anteriores não serão admitidos a concurso, excepto aqueles que tenham ganho no nível médio e pretendam recandidatar-se no nível superior.

Além da pré-eliminatória, o Prémio Jovens Músicos 2015 é constituído por uma eliminatória e uma final, seguindo-se-lhe a eleição do ‘Jovem Músico do Ano’, seleccionado entre os vencedores do primeiro prémio do concurso.

As eliminatórias de todas as categorias e modalidades realizar-se-ão de 18 a 24 de Julho de 2015, na Casa da Música, no Porto, sendo os resultados das provas anunciados no sítio em-linha do Prémio Jovens Músicos após a deliberação do júri, constituído por Maria Teresa de Macedo e Vasco Barbosa. As finais decorrerão de 30 de Agosto a 3 de Setembro de 2015 na Escola Superior de Música de Lisboa. Serão atribuídos três prémios para todas as modalidades das categorias A, B e C.

Após a realização do concurso, decorrerá o 5.º Festival Jovens Músicos, entre 30 de Setembro e 2 de Outubro de 2015, na Fundação Calouste Gulbenkian, em Lisboa, que contará com a participação dos vencedores do Prémio Jovens Músicos, do vencedor do Prémio Maestro Silva Pereira e do ‘Jovem Músico do Ano’. O festival terá também três painéis de discussão e contará com a presença de jovens e agrupamentos laureados em edições anteriores.

 

 

Para mais informações cliquei aqui.

Sobre o autor

Isabel Pina

Isabel Pina é doutoranda e bolseira de doutoramento em Ciências Musicais Históricas na Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa, interessando-se principalmente pelo estudo da história da música em Portugal nos séculos XIX e XX, música e ideologia, nacionalismo, análise e semiótica musical, e imprensa e crítica musical. Concluiu o mestrado em Ciências Musicais tendo apresentado a dissertação “Neoclassicismo, nacionalismo e latinidade em Luís de Freitas Branco, entre as décadas de 1910 e 1930”. É actualmente voluntária na Biblioteca Nacional de Portugal, tendo estagiado no Museu da Música. Enquanto colaboradora do Centro de Estudos de Sociologia e Estética Musical (CESEM), é membro do Grupo de Teoria Crítica e Comunicação, do SociMus (Grupo de Estudos Avançados em Sociologia da Música), e co-fundadora do Núcleo de Estudos em Música da Imprensa.

Deixe um comentário

O seu endereço de correio electrónico não será publicado.