Irá realizar-se no próximo dia 8 de Abril, pelas 21h30, o XV Concerto A Quaresma na Escola de Música da Sé de Évora – Concerto de Páscoa, que decorrerá na Igreja do Convento dos Remédios. O concerto, organizado pela Associação Eborae Musica e Coro da Universidade de Lisboa, conta com o apoio da Câmara Municipal de Évora, da imprensa local e da Antena 2. Participarão neste concerto o Coro Polifónico Eborae Musica, o Coro da Universidade de Lisboa, a Orquestra Académica da Universidade de Lisboa e André Ferreira (órgão), dirigidos por Eduardo Martins.

O programa encontra-se dividido em duas partes, com a primeira dedicada à polifonia vocal sacra da Sé de Évora, intitulada “nos 470 anos do nascimento de Manuel Mendes”, e a segunda dedicada ao barroco alemão. O Coro Polifónico Eborae Musica irá interpretar o Introitus da Missa pro Defunctis a 4 Manuel Mendes, assim como a antífona Asperges me a 4 e o Alleluia do mesmo compositor. Aparecem ainda incluídos nesta parte os Pater peccavi de Duarte Lobo e In jejunio et fletu de Diogo Dias Melgaz e o Stabat Mater atribuído a Estêvão de Brito. A segunda parte, interpretada com o Coro da Universidade de Lisboa, orquestra e órgão, compreende as obras Ach, weh des Leiden de Hans Leo Hassler, Selig sind die toten de Heinrich Schütz, as secções I, II e XI do motete Jesu, meine Freude BWV 227 e Der gerechte kommt um de Johann Sebastian Bach, e Gott, sei mir gnädig de Johann Kuhnau.

O mesmo programa será repetido pelos mesmos grupos envolvidos no dia 10 e Abril, pelas 21h30, na Igreja de Nossa Senhora das Mercês em Lisboa.

Os concertos A Quaresma na Escola de Música da Sé de Évora, promovidos pela Associação Cultural Eborae Musica, constituem um dos três ciclos de concertos regulares que esta associação promove anualmente. Este ciclo surgiu com a intenção de divulgar as obras dos polifonistas de Évora, em cuja produção musical se destaca um conjunto de peças especificamente compostas para o período da Quaresma que têm merecido grande atenção de estudiosos e intérpretes. Para além da polifonia, têm sido também apresentadas outras obras do vasto repertório sacro, como foi o caso da última edição, onde o Coro Polifónico Eborae Musica apresentou a Missa em Sol maior de Carlos Seixas.

Sobre o autor

Natural dos Açores, é doutorando em Musicologia na Universidade de Évora, Mestre em Ciências Musicais pela FCSH-NOVA e Licenciado em Musicologia pela Universidade de Évora. É colaborador no Pólo de Évora do CESEM e no MPMP (edições mpmp e revista glosas) e consultor do atelier de conservação e restauro Acroarte. Entre 2011 e 2012 realizou o catálogo do fundo musical do Arquivo Capitular da Sé de Angra e, entre 2014 e 2015, foi bolseiro no projecto “Orfeus”, integrando actualmente o projecto "Música Sacra em Évora no Século XVIII". Em 2012 fundou o Ensemble da Sé de Angra, em 2013 o Ensemble Eborensis com quem gravou um CD. O seu trabalho centra-se na polifonia vocal portuguesa dos séculos XVI e XVII (Sé de Évora) e a música no arquipélago dos Açores desde o povoamento até ao final do século XIX.

Deixe um comentário

O seu endereço de correio electrónico não será publicado.