Está a decorrer até dia 12 de Julho a quinta edição do Festival de Polifonia Portuguesa, organizado pela Cappella Musical Cupertino de Miranda. Este coro, fundado em 2009 pela Fundação Cupertino de Miranda conta já com um preenchido historial de actuações de qualidade, juntando-se este ano a Juan Carlos Rivera (vihuelista) e Maurizio Corci (organista) para a realização de oito concertos pelo norte do país: Braga, Famalicão, Amarante, Porto e Coimbra.

Todos os concertos são precedidos de uma visita guiada ao local da actuação, dando assim ao público a oportunidade de explorar algumas das mais carismáticas igrejas, como a Igreja do Bom Jesus, a Igreja de Santa Cruz ou a Igreja de São Francisco.

O Festival visa divulgar o repertório de polifonia portuguesa entre o séc. XVI e o séc. XVII, atribuindo nesta edição um lugar de destaque ao compositor Duarte Lobo na comemoração dos seus 450 anos. Manuel Cardoso, Manuel Mendes, Estêvão de Brito e Filipe de Magalhães serão alguns dos compositores portugueses que complementarão o repertório.

 

 

Dia 10 de Julho terá lugar o seminário “O Barroco e a Polifonia em Portugal” com intervenções de Nuno Vassalo e Silva, José Manuel Tedim, José Abreu e Luís Toscano, no Salão Nobre do edifício da Reitoria da Universidade do Porto, bem como uma declamação dos sermões do Padre António Vieira pelo actor Luís Miguel Cintra na Igreja de São Lourenço do Porto.

Todas as apresentações são de entrada livre sendo necessária a inscrição para o seminário.

Sobre o autor

Joana Rocha

Iniciou a Licenciatura em Música (Violoncelo) no Conservatorium van Amsterdam, concluída em 2011 na Universidade do Minho na classe de Pavel Gomziakov. Fez parte da Orquestra FOE – Capital Europeia da Cultura e Orquestra da Universidade do Minho, trabalhando com maestros como Joana Carneiro, Pedro Neves, Emílio de César e Francesco Belli, e acompanhando solistas de renome como Guy Braunstein, Victoria Mullova, Wim Mertens, Natalie Klein e Nelson Freire. Actuou em diversas óperas, tanto em cena como na orquestra, e participou nas gravações de 'Espelho Mágico' de Manoel de Oliveira. Leccionou uma 'masterclass' na Academia de Música de Vila Verde em 2012. Recebeu o prémio 'Jovem Escritor' da VII edição do Concurso Literário Matilde Rosa Araújo na categoria Conto Infantil. É professora de Violoncelo na Escola Profissional e Artística de Espinho (assistente do professor convidado Romain Garioud).

Deixe um comentário

O seu endereço de correio electrónico não será publicado.