A Igreja do Convento dos Remédios, em Évora, receberá no próximo dia 11 de Março, pelas 16h00, um concerto do Pellissippi State Community College Variations Choir dos Estados Unidos da América. O Variations Choir será dirigido pelo professor Bill Brewer, com acompanhamento ao piano da professora Peggy Hinkle. Participará também o Coro I do Conservatório Regional de Évora, dirigido pela professora Sandra Medeiros.

Este concerto está integrado nas actividades educadoras do concelho, nomeadamente as Actividades de Enriquecimento Curricular, destinando-se não só a alunos como também ao público em geral. Esta é uma co-produção entre a Câmara Municipal de Évora e o Rotary Club de Portugal, em parceria com o Eborae Mvsica – Conservatório Regional de Évora.

Integrando as actividades do departamento de música da Pellissippi State Community College (Knoxville, Tennessee), o Variations Choir é um agrupamento vocal especializado em música de câmara coral e repertório avançado, com actuações regulares no campus universitário e fora deste, a pedido de igrejas, grupos cívicos e outras instituições. O grupo é constituído por trinta e oito elementos,tendo-se já apresentado na Hungria, Polónia, França, Espanha, Alemanha e China. Destacam-se como apresentação significantes para o coro as da Igreja da Sagrada Família de Barcelona, da Catedral de Notre Dame de Paris e da Berliner Dom.

Sobre o autor

Natural dos Açores, é doutorando em Musicologia na Universidade de Évora, Mestre em Ciências Musicais pela FCSH-NOVA e Licenciado em Musicologia pela Universidade de Évora. É colaborador no Pólo de Évora do CESEM e no MPMP (edições mpmp e revista glosas) e consultor do atelier de conservação e restauro Acroarte. Entre 2011 e 2012 realizou o catálogo do fundo musical do Arquivo Capitular da Sé de Angra e, entre 2014 e 2015, foi bolseiro no projecto “Orfeus”, integrando actualmente o projecto "Música Sacra em Évora no Século XVIII". Em 2012 fundou o Ensemble da Sé de Angra, em 2013 o Ensemble Eborensis com quem gravou um CD. O seu trabalho centra-se na polifonia vocal portuguesa dos séculos XVI e XVII (Sé de Évora) e a música no arquipélago dos Açores desde o povoamento até ao final do século XIX.

Deixe um comentário

O seu endereço de correio electrónico não será publicado.