Nos próximos dias 10 a 13 de Outubro, irão realizar-se as Jornadas Internacionais Escola de Música da Sé de Évora, promovidas pela Associação Eborae Mvsica, que incluirão ateliers, conferências e os habituais concertos na Sé de Évora, estendendo-se este ano a programação também a Vila Viçosa.

O programa para esta vigésima segunda edição prevê, para o dia 10 de Outubro, após a sessão de abertura, o lançamento do livro Escola de Música da Sé de Évora, onde estão coligidos os textos das conferências proferidas nas últimas edições das Jornadas, seguido pela conferência “Relações entre a Escola de Música da Sé de Évora e a Música do Paço Ducal de Vila Viçosa” pela musicóloga Bernadette Nelson. A manhã do dia 10 será preenchida com dois ateliers, um deles de técnica vocal, orientado por Joana Nascimento, e outro coral, orientado por Owen Rees e Armando Possante. Para a tarde está prevista uma visita guiada pelo musicólogo Jorge Raposo ao antigo Colégio dos Moços do Coro da Sé de Évora (actualmente o Museu de Arte Sacra) e a algumas obras do arquivo musical da Sé de Évora. Seguir-se-ão mais dois ateliers para os coralistas e um atelier conjunto para instrumentistas orientado por Tiago Simas Freire (corneta histórica), Pedro Lopes e Castro (charamela), David Joseph Yacus (sacabuxa) e José Rodrigues Gomes (baixão).

A manhã do dia 11 será preenchida por ateliers para os coralistas: de técnica vocal, orientado por Joana Nascimento, e de conjunto para coralistas e instrumentistas, ocorrendo durante a tarde. O dia encerrará com um concerto na Sé de Évora pelo grupo La Grande Chapelle, dirigido por Albert Recasens.

O dia 12 será preenchido com os ateliers de técnica vocal e de conjuntos para os coralistas e instrumentistas. Encerrará com um concerto na Sé de Évora pelo Officium Ensemble, dirigido por Pedro Teixeira, e pela Cappella Sanctae Crucis, dirigida por Tiago Simas Freire. Há ainda a destacar para este dia as actividades que serão realizadas na Igreja dos Agostinhos de Vila Viçosa, com conferência de Bernadette Nelson seguida do concerto pelo grupo La Grande Chapelle.

Como é habitual, o último dia destas jornadas culmina com um concerto final na Sé de Évora, onde tomarão parte o Coro Polifónico “Eborae Mvsica”, dirigido por Eduardo Martins, o coro dos participantes, dirigido por Owen Rees e Armando Possante e o grupo instrumental, dirigido por Tiago Simas Freire.

Para além de um programa bastante dinâmico para a edição deste ano, as XXII Jornadas trazem também um novo website exclusivamente dedicado ao evento, no qual, para além da informação referente à edição de 2019, pode ser encontrada também informação sobre as edições anteriores. Este website constitui um importante passo na divulgação de um evento que se realiza ininterruptamente em Évora há vinte e dois anos.

Sobre o autor

Avatar photo

Musicólogo açoriano, doutorando na Universidade de Évora, é mestre em Ciências Musicais (FCSH NOVA) e licenciado em Música (UÉvora). É investigador em formação no CESEM e membro do MPMP. Catalogou o arquivo musical da Sé de Angra, foi bolseiro no projeto ORFEUS e também investigador no projeto PASEV. Fundou e dirigiu o Ensemble da Sé de Angra e também o Ensemble Eborensis, com concertos nas ilhas dos Açores, Continente português e França. Os seus interesses de investigação centram-se na polifonia portuguesa seiscentista, especialmente no Alentejo, e a música nos Açores do século XV ao final do XIX.