O “Movimento reivindicativo do Ensino Artístico Especializado”, de que fazem parte nomes como Ana Paula Russo, Catarina Sousa, David Costa, Duarte Lamas, Gláucia Leal, Joana Madeira, João Pedro Silva, Luísa Marcelino, Marta Costa, Nuno Bettencourt Mendes, Rui Nabais, Rui Paiva, Sílvia Sobral e Suzana Batoca, está a organizar uma manifestação para o próximo dia 9 de Fevereiro, às 11h, na Av. 5 de Outubro, Lisboa (em frente ao Ministério da Educação e Ciência).

Segundo a convocatória,

[…] perante a incapacidade do Sr. Ministro da Educação e do Sr. Secretário de Estado do Ensino Básico e Secundário em zelar pela qualidade técnica dos diretores e chefes de serviços responsáveis pela gestão documental e administração/emissão de pagamentos do financiamento público absolutamente consagrado na Lei a este subsistema, os mais de 3000 professores e funcionários destas escolas estão em média com 3 a 5 meses de salários em atraso. Muitos deles estão a passar por enormes problemas financeiros, sofrendo dificuldades familiares várias. Toda esta situação deve, pois, ser do conhecimento de toda a sociedade Portuguesa e das instâncias comunitárias da União Europeia. […]

 

Apelando à participação de toda a sociedade civil, o Movimento prepara ainda a interpretação, durante o encontro, da obra Acordai de Fernando Lopes-Graça, sob poema de José Gomes Ferreira — o que vem já sendo hábito incontornável em manifestações desta natureza. O momento será dirigido por António Victorino d’Almeida. Todos os que quiserem colaborar podem obter as partituras através desta ligação, onde é também possível ler o texto completo da convocatória.

Sobre o autor

Edward Ayres de Abreu

Curso Complementar de Piano no Conservatório Nacional. Licenciatura em Composição pela Escola Superior de Música de Lisboa, onde estudou sob orientação de Sérgio Azevedo e de António Pinho Vargas. Durante um ano, em programa Erasmus, frequentou o Conservatório Nacional Superior de Paris (CNSMDP). Mestre e doutorando em Ciências Musicais pela Universidade NOVA. Membro fundador e Presidente da Direcção do MPMP. Director da revista GLOSAS (números 1-15 e 20-). Distinguido com o 2.º Prémio do Concurso Otto Mayer-Serra (2017) da Universidade da Califórnia, Riverside, e o Prémio Joaquim de Vasconcelos (2019) da Sociedade Portuguesa de Investigação em Música.

Deixe um comentário

O seu endereço de correio electrónico não será publicado.