No próximo dia 3 de Março será possível ouvir a ópera Dido and Eneias de Henry Purcell (1659-1695). Esta produção inédita no Algarve, criada com conjugação de esforços regionais, nacionais e internacionais, será apresentada pela Academia de Música de Lagos.

Com estreia marcada para as 21:30 do referido dia, no Auditório Municipal de Lagoa, terá como intérpretes a Algarve Camerata e o Coro do Conservatório Real de Haia. Apresentar-se-ão solistas de renome nacional e internacional, entre eles: Adrián Rodriguez van der Spoel (direcção musical e guitarra barroca), Joana Godinho (Dido), Jan van Elsacker (Aeneas) e Margarida Marreiros (Belinda). A encenação estará a cargo de Carlos Meireles.

A estas duas entidades junta-se ainda o ‘Curso de Produção Artística – Especialização Têxteis’ da Escola Artística Soares dos Reis do Porto. Sob a direcção de Rita Carvalhas e Paula Manhente, este curso é responsável pela criação de esculturas vestíveis, um elemento contemporâneo fornecido para fazer parte da performance, recriando de uma forma original uma produção de uma época distante.

Esta iniciativa está inserida no programa cultural ‘365 Algarve’, que conta com o apoio das Secretarias de Estado da Cultura e do Turismo, do Turismo de Portugal e da Região de Turismo do Algarve, bem como da Câmara Municipal de Lagoa, Conservatório de Música de Lagoa e Real Conservatório de Haia (Koninklijk Conservatorium Den Haag).

O projecto insere-se ainda na estratégia da Academia de Música de Lagos e Município de Lagoa em promover as artes em contexto educativo, associando a Algarve Camerata, constituída por professores da instituição, a uma das escolas de artes plásticas mais emblemáticas do país e ainda ao Conservatório Real de Haia, referência europeia no âmbito da Música Antiga.

Todos os esforços envolvidos nesta produção almejam a criação de parcerias futuras, bem como transformar o tecido artístico regional.

Os bilhetes estão disponíveis pelo preço único de €15 na plataforma Ticketline.

Sobre o autor

Avatar photo

Rita Faleiro é doutoranda em Musicologia na Universidade de Évora, Mestre em Ensino da Música (Piano) pelo ISEIT - Almada e Licenciada em Piano e Arqueologia pela Universidade de Évora. Trabalhou como professora de Piano em diversas instituições e organizou diversas Masterclasses, tendo participado igualmente em múltiplas edições das Jornadas “Escola de Música da Sé de Évora”. Actualmente o seu trabalho académico centra-se na investigação de música sacra portuguesa, nomeadamente os salmos concertados da segunda metade do séc. XVIII dos compositores eborenses.