Com um concerto intitulado Século XXI, terminará amanhã 30 de Julho, o III Ciclo de Órgão de Santarém. O concerto terá lugar às 19h00, na Catedral de Santarém, com o agrupamento Lusiovoce, sob a direcção de Clara Alcobia Coelho, e o organista Sérgio Silva, que interpretarão um programa constituído por obras gregorianas, seguindo-se a cada original uma versão contemporânea para coro e órgão, todas estas em estreia absoluta.

Neste concerto serão, assim, estreadas Quatro Antífonas Marianas, da autoria de João Vaz (n. 1963), constituídas por Alma redemptoris MaterSalve Regina, Ave Regina Cælorum e Regina Coeli, um hino Ave, maris stella e um andamento da missa de defuntos Lux Æterna do mesmo autor, composto em parceria com João Pedro d’Alvarenga (n. 1961). Da autoria de Sérgio Silva (n. 1981), organista neste concerto, estreia-se o hino O filii et filiæ para coro e órgão, baseado num cântico medieval. O programa inclui ainda a primeira audição em Portugal da peça De Sancta Maria da suíça Caroline Charrière (n. 1960), inspirada em Cum erubuerint de Hildegarda de Bingen.

João Vaz (fotografia de Telma Veríssimo)

Construído em 1835 pela firma James Chapman Bishop, organeiro da família real inglesa, o órgão histórico da Catedral de Santarém terá vindo para esta igreja, então Igreja do Seminário, no último quartel do século XIX. Foi objecto de um restauro em 2008 sob a direcção do mestre-organeiro Nuno Rigaud. O repertório deste concerto, como anunciado pelo comunicado disponibilizado pela Direcção Artística à imprensa, resulta em parte de uma encomenda que tem como objectivo a produção e execução de repertório novo para esta formação. O III Ciclo de Órgão de Santarém teve como tema o Canto Gregoriano e o Órgão em Portugal.

Até Outubro manter-se-á a oportunidade de ouvir o importante património organístico de Santarém através de uma série paralela intitulada Recitais Comentados 2017, que trará, com frequência mensal, notáveis organistas à cidade. O próximo recital será já no dia 6 de Agosto, na Igreja de Marvila, com David Paccetti Correia (obras de Scarlatti, Seixas, Stanley e Zipoli). A 17 de Setembro, Marco Brescia apresentar-se-á na Igreja da Misericórdia com um programa extraordinário de compositores raramente explorador e, por fim, a 15 de Outubro, na Igreja de Nossa Senhora da Piedade, apresentar-se-á o organista Radoslaw Marzec. Todos estes concertos decorrerão às 17h30.

O Ciclo de Órgão de Santarém e a série de Recitais Comentados são promovidos por uma parceria entre os Órgãos Históricos de Santarém, a Câmara Municipal, a Diocese e a Santa Casa da Misericórdia de Santarém.


Pode obter mais informações sobre o ciclo através desta ligação.

Sobre o autor

Avatar photo

Estudou cravo, órgão e música antiga em Lisboa, exercendo intensa actividade, quer a solo, quer com agrupamentos de música antiga e orquestras. Licenciou-se na Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, onde estudou Filologia Clássica e em cujo Centro de Estudos Clássicos é investigador. Prepara actualmente a primeira tradução portuguesa das Cartas de Plínio. Integra a Direcção da revista 'Glosas'.