O Santuário de Fátima anunciou, no passado dia 23 de julho, a encomenda de peças a seis compositores.

O projecto, da concepção de Alfredo Teixeira, intitula-se Tropário para uma pastora de ovelhas mansas. Trata-se de um ciclo para coro, piano e acordeão, sobre fragmentos das Memórias de Irmã Lúcia, e conta com a contribuição de criadores em cujas produções a música sacra e a música coral ocupam lugar de relevo: ao coordenador do projecto juntam-se João Madureira, Sérgio Azevedo, Nuno Côrte-Real, Rui Paulo Teixeira e Carlos Marecos.

“Chamei ‘tropo’ a cada um destes momentos, evocando uma técnica literária e musical, conhecida na cultura europeia, que se pode descrever como um processo de interpolação de elementos de proveniências heterogéneas”, explica Alfredo Teixeira ao Centro de Comunicação do Santuário de Fátima. O “guião desta obra reúne excertos de dois textos: Memórias da Irmã Lúcia e Como vejo a Mensagem através dos tempos e dos acontecimentos. Os excertos articulam-se a partir de seis unidades temáticas: Memória, O Anjo, A Senhora, Francisco, Jacinta, Adeus.”

A apresentação da obra será feita em concerto na Basílica de Nossa Senhora do Rosário de Fátima, pelas 15h30 de dia 3 de abril de 2016, ano do centenário da Aparição do Anjo. A estreia estará a cargo do Grupo Vocal Officium, sob a direcção do seu director artístico, o maestro Pedro Teixeira, acompanhados por Octávio Martins no acordeão e João Lucena e Vale ao piano.

Sobre o autor

Avatar photo

Luís Salgueiro é licenciado em Composição pela Escola Superior de Música de Lisboa. Para além da sua actividade criativa, dedica também a sua energia à preparação de partituras e musicografia, primeiro como 'freelancer' e actualmente como coordenador das actividades editoriais do MPMP, Movimento Patrimonial pela Música Portuguesa.