Prolonga-se até ao final deste mês o prazo para submissão de trabalhos ao I Simpósio Internacional Música e Crítica, que ocorrerá na cidade brasileira de Pelotas entre 23 e 25 de Outubro de 2017. Este evento científico e artístico visa abordar estritamente a crítica musical, no ano em que se lembram os 80 anos do falecimento do crítico Oscar Guanabarino (1851-1937), estimulando a divulgação de resultados de pesquisas sobre Crítica Musical e o intercâmbio com os pesquisadores que a ela se dedicam.

Terão lugar quatro conferências plenárias, a cargo da Prof.ª Doutora Teresa Cascudo (Universidad de la Rioja, Espanha), do Prof. Doutor Paulo Ferreira de Castro (Universidade Nova de Lisboa, Portugal), da Prof. Doutora Maria Alice Volpe (Universidade Federal do Rio de Janeiro) e do Professor Doutor Jorge Coli (Universidade Estadual Paulista), além de cinco sessões de comunicações. Aliando a produção musical actual e o resgate de património cultural imaterial, o simpósio promove igualmente dois concertos. No primeiro, estão previstas as estreias absolutas, pelo Trio Arakime, de obras compostas especialmente para este Simpósio; no segundo, a encenação da Fantasia Melodramática em 2 actos A Loucura de Pierrot, do compositor Antenor de Oliveira Monteiro (1872-1948).


Os trabalhos podem ser submetidos ao colóquio directamente através do endereço de correio electrónico musicaecritica@gmail.com (sob o assunto “Submissão”).

Para mais informações, consulte esta ligação.

Sobre o autor

Avatar photo

Licenciado em piano pela Escola Superior de Música de Lisboa, na classe de Jorge Moyano, concluiu o Conservatório Nacional com a classificação máxima, tendo aí estudado com Hélder Entrudo e Carla Seixas. Premiado em diversos concursos, apresenta-se em concerto em variadas formações. Estreia regularmente obras de compositores contemporâneos. Gravou para a RTP/Antena 2, TV Brasil e MPMP: editou, em 2020, o CD “La fièvre du temps” em duo com Philippe Marques. É membro fundador do MPMP Património Musical Vivo, dirigindo temporadas e coordenando inúmeras gravações. Termina, actualmente, o mestrado em Empreendedorismo e Estudos da Cultura do ISCTE. Foi director executivo da GLOSAS entre 2017 e 2020.