O painel da Tribuna Internacional de Compositores atribuiu “recomendações” a obras de Igor Silva e João Ceitil, no âmbito da 62.ª edição do encontro promovido pelo International Music Council. É a primeira vez que, no mesmo ano, são atribuídas distinções deste tipo a dois compositores portugueses. Outros dois compositores portugueses foram já distinguidos no passado, em anos diferentes: Emmanuel Nunes com Stretti (1985), e Clotilde Rosa com Encontro (1977).

You should be blind to watch TV, na interpretação do Remix Ensemble da Casa da Música, valeu a Igor Silva uma recomendação na categoria Jovem Compositor. Já João Ceitil mereceu a sua recomendação pela obra ChacoN, interpretada pelo Alter Ego Ensemble, destacando-se entre 55 obras de 28 países na categoria geral. Completando as nomeações da Antena 2, foi também a concurso a obra o que será do rio (without John Cage?), de Nuno da Rocha, premiada no Prémio de Composição Antena 2 / Sociedade Portuguesa de Autores de 2012.

A Tribuna Internacional de Compositores é uma plataforma de divulgação e circulação da música contemporânea, juntando anualmente estações de rádio de todo o mundo. O seu promotor, o International Music Council, foi fundado em 1949 por iniciativa da UNESCO, tendo-se tornado autónomo em 2012, quando adquiriu o estatuto de organização não-governamental e principal parceira da UNESCO no campo da música.

Os prémios máximos foram atribuídos ao compositor Jan Erik Mikalsen (n. 1979), pela sua obra Songr — estreada pela Orquestra da Rádio Norueguesa —, e ao esloveno Matej Bonin (n. 1986), pela sua obra sinfónica Cancro.

Sobre o autor

Avatar photo

Luís Salgueiro é licenciado em Composição pela Escola Superior de Música de Lisboa. Para além da sua actividade criativa, dedica também a sua energia à preparação de partituras e musicografia, primeiro como 'freelancer' e actualmente como coordenador das actividades editoriais do MPMP, Movimento Patrimonial pela Música Portuguesa.