A Associação Lopes-Graça, em estreita colaboração com uma série de parceiros locais, realiza, durante os meses de Dezembro de 2016 e Janeiro de 2017, um conjunto de actividades que evocam e homenageiam o compositor Fernando Lopes-Graça (1906-1994) e que irão decorrer nas cidades de Évora, Lisboa e Tomar.

Estas acções comemorativas do 110.º aniversário do compositor iniciam-se em Évora com a Semana Lopes-Graça, no dia 12 de Dezembro, pelas 18 horas, no Átrio da Câmara Municipal, com a inauguração da Exposição Evocação e Homenagem a Fernando Lopes-Graça, contando com a actuação do Coral Évora. No dia 13, as actividades prosseguem no Salão Nobre do Teatro Garcia de Resende, à mesma hora, com um concerto comentado por Fausto Neves, pianista, maestro e especialista na obra de Lopes-Graça. Estas actividades, organizadas em colaboração com a Câmara Municipal de Évora, o Ministério da Educação, a Associação Eborae Musica, o Coral Évora, o Coro da Universidade de Évora (CORUÉ), o Agrupamento de Escolas Severim de Faria e a Escola de Santa Clara, continuam no dia 15, pelas 15h00, nos Claustros da E.B. Santa Clara, onde os alunos do Ensino Articulado de Música do Conservatório Regional de Évora Eborae Musica e da Escola de Santa Clara, com o apoio teórico do Professor Octávio Martins, apresentam diversas obras do compositor. Estas comemorações encerram em Évora na Sexta-feira, dia 16, pelas 18h00, na escadaria da Câmara Municipal de Évora, onde irá decorrer um concerto pelo Coro Polifónico EBORAE MVSICA e pelo Coro da Universidade de Évora – CORUÉ.

Comemorando o 110.º aniversário do nascimento do compositor e maestro Fernando Lopes-Graça, a Associação Lopes-Graça promove uma série de actividades evocativas da memória desta figura-chave da música portuguesa.

As evocações na cidade de Lisboa centram-se no dia 16, pelas 18h30, no Teatro Aberto, com um concerto que contará com as actuações de Fausto Neves (piano), António Ferreirinho (guitarra) e Manuel Luís Cochofel (flauta transversal) e do Coro Lopes Graça da Academia de Amadores de Música, sob a direcção de José Robert, terminando com uma interpretação conjunta de Acordai!, numa actuação de todos os participantes, elevando as vozes de todos. Este concerto, de entrada livre, é organizado em parceria com a Academia de Amadores de Música e com a Câmara Municipal de Lisboa.

Na cidade natal do compositor, Tomar, as actividades realizam-se no dia 17 de Dezembro, pelas 17h00, na Biblioteca Municipal Dr. António Cartaxo da Fonseca, contando com uma palestra sobre a vida e obra do compositor pelo Prof. Doutor Mário Vieira de Carvalho, seguida da apresentação do livro de António Sousa, Escritos Lampantes, e encerrando com um concerto pelo Coro Misto da Canto Firme – Associação. Em Tomar, esta homenagem termina com a inauguração da Exposição Evocação e Homenagem a Fernando Lopes-Graça e com a assinatura do protocolo entre o Município de Tomar, a Casa Memória Lopes-Graça e a Associação Lopes-Graça.

Estas actividades pretendem homenagear e levar a diversos pontos do País a memória de uma das figuras centrais da Música em Portugal no século XX, de modo a quem “ninguém fique pelo caminho” e relembrando a vida e obra deste compositor no ano em que se celebram os 110 anos do seu nascimento.

Sobre o autor

Avatar photo

Doutoranda em Etnomusicologia na FCSH-NOVA com um projecto financiado pela FCT para o estudo do Festival RTP da Canção e do seu papel na produção musical em Portugal. É licenciada em Ciências Musicais e Mestre em Etnomusicologia pela mesma instituição, com uma dissertação dedicada ao programa televisivo Zip-Zip (RTP, 1969). É investigadora do INET-md desde 2008. Leccionou História da Música, Formação Musical e Classes de Conjunto nos Conservatórios de Ourém, Fátima, Sines e Tomar e estudou clarinete na SFGP (Tomar). O seu interesse académico é centrado na relação Música-Televisão, mas interessa-se igualmente pelo universo das Bandas Filarmónicas em Portugal.