Maratona de Piano em Portimão

No próximo dia 2 de Abril terá lugar em Portimão uma verdadeira maratona de piano. Com partida marcada para as 10h, ao longo de todo o sábado cruzar-se-ão no Auditório da EBS da Bemposta, no Auditório da EB 2/3 D. Martinho Castelo Branco e no Grande Auditório do TEMPO — Teatro Municipal de Portimão, estudantes de piano com diferentes níveis de formação e experiência para se apresentarem em recitais e participarem na masterclass orientada pela professora Sofia Lourenço.

A iniciativa é organizada por Sérgio Leite e pelo Agrupamento de Escolas da Bemposta e tem como principal objectivo favorecer a troca de experiências e o contacto entre jovens pianistas de várias escolas do país, assim como contribuir para a dinamização da cultura musical em Portimão. Para além da escola da Bemposta, participam nesta “Primavera de piano” a Universidade de Évora, a ESMAE (Porto), o Conservatório de Música de Olhão, o Conservatório R. A. Maria Campina, a Academia de Música de Lagos, a Universidade de Aveiro, o Conservatório Regional de Setúbal, o Instituo Gregoriano de Lisboa, o Conservatório Regional de Vila Real de Santo António, o Conservatório de Música de Coimbra e a Sociedade Artística Musical dos Pousos.

 

 

A sessão de abertura está a cargo de Filipe Cerqueira, licenciado em piano na ESMAE na classe do professor Constantin Sandu e que se encontra de momento a realizar o mestrado em Piano na mesma instituição, com Pedro Burmester. Cerqueira irá interpretar duas sonatas para piano de Alban Berg e Robert Schumann e as Impressões bíblicas Servite Domino in Laetitia – Salmos 1, 132 e 99 de Joaquim Gonçalves dos Santos. Na sessão de encerramento, marcada para as 22h do dia 2 de Abril, poder-se-á escutar Pablo Lampedusas, pianista convidado do festival que irá interpretar peças e arranjos para piano da sua autoria.

O programa integral da “Primavera de piano” pode ser consultado em www.primaveradepiano.com/index.html.

 

Sobre o autor

Avatar photo

Mariana Calado encontra-se a realizar o Doutoramento em Ciências Musicais Históricas focando o projecto de investigação no estudo de aspectos dos discursos e das sociabilidades que caracterizam a crítica musical da imprensa periódica de Lisboa entre os finais da I República e o estabelecimento do Estado Novo (1919-1945). Terminou o Mestrado em Musicologia na FCSH/NOVA em 2011 com a apresentação da dissertação "Francine Benoît e a cultura musical em Portugal: estudo das críticas e crónicas publicadas entre 1920's e 1950". É membro do SociMus – Grupo de Estudos Avançados em Sociologia da Música, NEGEM – Núcleo de Estudos em Género e Música e do NEMI – Núcleo de Estudos em Música na Imprensa, do CESEM. É bolseira de Doutoramento da FCT.