Integrada na Temporada de Masterclasses do Centro de Estudos Setecentistas de Portugal (CESMP), com iniciativas durante os meses de Setembro e Outubro de 2015, decorre entre 18 e 20 de Setembro, entre as 10h e as 17h30, no Palácio Nacional de Queluz, uma masterclass de violoncelo barroco e a palestra “O violoncelo, da origem ao séc. XIX” por Diana Vinagre. De acordo com a violoncelista e investigadora, esta masterclass será uma introdução à prática historicamente informada do instrumento, tanto em violoncelo solo como em baixo contínuo, sendo uma iniciativa direccionada a instrumentistas de todos os níveis.

Interessada principalmente nas práticas históricas do seu instrumento, Diana Vinagre estudou na Academia Nacional Superior de Orquestra, em Lisboa, e posteriormente no Conservatório Real de Haia, Departamento de Música Antiga e Práticas Históricas de Interpretação, em violoncelo, onde conclui a licenciatura e o mestrado. Tendo colaborado e gravado, desde cedo, com vários agrupamentos, Diana Vinagre foi, em 2007, seleccionada para integrar a Orquestra Barroca da União Europeia, contexto em que se apresentou várias vezes enquanto solista. No ano lectivo de 2006-2007 foi detentora de uma bolsa de estudo para investigação de mestrado concedida pelos Conservatórios de Haia e de Amesterdão, e encontra-se de momento, num projecto financiado pela Fundação para a Ciência e a Tecnologia, a realizar a sua investigação de doutoramento na FCSH-UNL acerca do violoncelo em Portugal entre 1750 e 1834, sob orientação do Prof. Dr. Rui Viera Nery. É fundadora do Ensemble Bonne Corde, agrupamento que se dedica a repertório do século XVIII.

 

11988605_932603053463840_2182688638590937605_n

 

A temporada de masterclasses, workshops e seminários começou já nos dias 2 e 3 de Setembro, com uma masterclass de alaúde por Pietro Prosser, prosseguindo, após a de Diana Vinagre, com o seminário “Itinerários Musicais da Lisboa setecentista: corte, teatros, espaços eclesiásticos, assembleias e salões domésticos”, por Cristina Fernandes, nos dias 26 e 27 de Setembro. De 2 a 4 de Outubro, com Gianluca Capuano, o workshop será dedicado aos coralistas, nomeadamente à prática da música italiana do século XVII, sendo os dias 9, 10 e 11 de Outubro dedicados ao violino barroco, com Iskrena Yordanova, e 23, 24 e 25 ao “Canto nos Períodos Barrocos e Clássico”, com Lydia Vierlinger.

 

ATENÇÃO: As datas foram adiadas para 7 e 8 de Novembro. Para mais informações contacte cemsp@sapo.pt .

Sobre o autor

Avatar photo

Isabel Pina é doutoranda e bolseira de doutoramento em Ciências Musicais Históricas na Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa, interessando-se principalmente pelo estudo da história da música em Portugal nos séculos XIX e XX, música e ideologia, nacionalismo, análise e semiótica musical, e imprensa e crítica musical. Concluiu o mestrado em Ciências Musicais tendo apresentado a dissertação “Neoclassicismo, nacionalismo e latinidade em Luís de Freitas Branco, entre as décadas de 1910 e 1930”. É actualmente voluntária na Biblioteca Nacional de Portugal, tendo estagiado no Museu da Música. Enquanto colaboradora do Centro de Estudos de Sociologia e Estética Musical (CESEM), é membro do Grupo de Teoria Crítica e Comunicação, do SociMus (Grupo de Estudos Avançados em Sociologia da Música), e co-fundadora do Núcleo de Estudos em Música da Imprensa.