06/02/2015, 18h30, FNAC Colombo

 

Se é certo que existem no mundo muitas gravações do grandioso Concerto n.º 1 em ré  menor para piano e orquestra de Johannes Brahms, o facto é que esta é a primeira gravação da História que junta uma pianista portuguesa e uma orquestra e maestro portugueses. O feito, de grande responsabilidade, coube à jovem pianista Teresa da Palma Pereira, acompanhada pela Orquestra do Norte sob a direcção do maestro José Ferreira Lobo.

Inicialmente composto para ser uma sinfonia, o concerto para piano acabaria por nascer da insatisfação de Brahms com o resultado obtido, tendo a partitura ainda passado por uma fase de “sonata para dois pianos” até chegar à forma que hoje conhecemos. Apesar destes percalços, o resultado foi uma obra com “incomparáveis golpes de génio” (segundo Glenn Gould) e com aqueles belíssimos contrastes entre momentos de grande lirismo e de dramatismo exacerbado, que encontramos um pouco por toda a produção pianística de Brahms.

O disco foi gravado em Agosto de 2014 no Conservatório do Porto e, esta 6.ª feira, dia 6 de Fevereiro, pelas 18h30, terá uma apresentação na FNAC do Colombro. Será também relançado o disco a  solo da mesma pianista, A Valsa Transfigurada, onde o destaque vai para a interpretação do Carnaval op. 9 de Robert Schumann.

 

 


Teresa da Palma Pereira

Licenciou-se em Piano na Escola Superior de Música de Lisboa, sob a orientação de Tânia Achot. Depois de concluído o mestrado em Performance Musical na Escola de Artes da Universidade Católica do Porto, sob a orientação de Filipe Pinto-Ribeiro, com a classificação máxima na Prova de Concerto, realizou um pós-graduação no Koninklijk Conservatorium de Bruxelas sob a orientação de Jan Michiels. Actualmente desenvolve uma investigação de Doutoramento sobre Schumann na Universidade Católica do Porto, sendo orientada por Sofia Lourenço.

Foi laureada com vários prémios nacionais e internacionais, em prestigiados concursos de piano. Tem realizado vários recitais em Portugal, nomeadamente com orquestra portuguesas, e já actuou também na França, Bélgica, Holanda, Hungria, Suécia, Brasil e China.

Sobre o autor

Avatar photo

Doutorada em Música e Musicologia (ramo de Interpretação) pela Universidade de Évora, é actualmente investigadora do Centro de Estudos de Teatro da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa. Iniciou os seus estudos musicais no Instituto Gregoriano de Lisboa. Licenciou-se em Línguas e Literaturas Modernas: Estudos Ingleses e Alemães (FLUL) e em Canto (ESML). Posteriormente obteve o grau de LGSM (Licenciate by the Guildhall School of Music and Drama) através do Trinity College. Como cantora de ópera, foi “Fanny” em 'O Tanoeiro' de Thomas Cooper (Teatro da Trindade), “2.ª Dama” na 'Flauta Mágica' de Mozart e “Sebastiana”, numa versão portuguesa da sua autoria da ópera 'Bastien und Bastienne' de Mozart. Para além de se apresentar regularmente em recitais, é membro do Coro Gulbenkian.