O concelho de Cascais ensaia a possibilidade de criação de uma orquestra sinfónica. A primeira apresentação pública é já às 21h do dia 21 de Março, Sábado, no Auditório da Boa Nova, no Estoril.

O agrupamento resulta da abertura da estrutura da Orquestra de Câmara de Cascais e Oeiras à sua população local, no melhor espírito de uma orquestra regional: aos músicos da OCCO juntar-se-ão vários alunos do Conservatório de Música de Cascais, bem como outros artistas convidados, sempre com “especial atenção para os mais jovens”, segundo comunicado da Câmara Municipal. O grupo será dirigido por Nikolay Lalov, presença familiar no pódio para os apreciadores da orquestra.

O programa inaugural consiste no Concerto para piano a quatro mãos de Carl Czerny, pelos pianistas Artur Pizarro e Rinaldo Zhok, e na 9.ª Sinfonia de Antonín Dvořák. Ao longo deste ano, a Orquestra apresentará mais três programas experimentais, um por estação: no Verão (13 de Junho), Luiz de Freitas Branco e Rimsky-Korsakov; no Outono (24 de Outubro), ópera italiana em gala pelas vozes da soprano Cristiana Oliveira e do tenor Diego Cavazzin; às portas do Inverno (12 de Dezembro), a prova de fogo: a 9.ª Sinfonia de Beethoven, com a participação de vários coros do concelho.

Os bilhetes podem ser adquiridos na Ticketline, nos balcões dos CTT, na FNAC, na Worten ou no El Corte Inglês.

Sobre o autor

Avatar photo

Luís Salgueiro é licenciado em Composição pela Escola Superior de Música de Lisboa. Para além da sua actividade criativa, dedica também a sua energia à preparação de partituras e musicografia, primeiro como 'freelancer' e actualmente como coordenador das actividades editoriais do MPMP, Movimento Patrimonial pela Música Portuguesa.