Desde há alguns meses tem sido possível ouvir, no último domingo de cada mês, o novo podcast Glosando pela música da lusofonia, um programa da revista Glosas com transmissão em directo na rádio-café Lusophonica, no Farol de Santa Marta, em Cascais.

A glosas.mpmp.pt relembra agora a primeira série, que principiou com a emissão As viagens pela música de Portugal, a 26 de Julho, pelas 10h, com o pianista convidado Duarte Pereira Martins, que nos levou, através de paisagens sonoras, a viajar pelas várias regiões do nosso país. Fizeram-se ouvir obras de Fernando Lopes-Graça, Eurico Carrapatoso, José Vianna da Motta e Frederico de Freitas, entre muitos outros (ver alinhamento completo abaixo).

A gravação encontra-se agora disponível no canal Vimeo da Lusophonica. Se não teve oportunidade de ouvir, poderá fazê-lo através deste link.

 


Licenciado em piano pela Escola Superior de Música de Lisboa, Duarte Pereira Martins concluiu o curso do Conservatório Nacional com a classificação máxima. É membro fundador do MPMP, onde é actualmente coordenador de projectos e produção. É director artístico de inéditas gravações integrais das sonatas de Carlos Seixas (por José Carlos Araújo) e de João Domingos Bomtempo (por Philippe Marques). Foi director executivo da Glosas, revista de música. Premiado em diversos concursos de piano, apresenta-se regularmente em concerto por todo o país e estrangeiro, em variadas formações, destacando-se como divulgador de património musical português. Frequentou o curso de Engenharia Física Tecnológica do Instituto Superior Técnico e termina, actualmente, o mestrado em Empreendedorismo e Estudos da Cultura do ISCTE.


 

Alinhamento

 

Fernando Lopes-Graça (1906-1994), 11 Glosas
Maria da Graça Amado da Cunha, pianista

Eurico Carrapatoso (1962-), O que me diz a calma que vai caindo
Clara Coelho, direcção
Coro Sinfónico Lisboa Cantat

Alfredo Keil (1850-1907), Abertura (da ópera Serrana)
Fernando Cabral, direcção
Orquestra Sinfónica da Emissora Nacional

José Vianna da Motta (1868-1948), Cena das montanhas (do Quarteto de Cordas n.º 2 em sol maior)
Quarteto Lacerda

Eurico Carrapatoso (1962-), Sombras; Altara; Algarve (da obra O que me diz o vento de Serpa)
Jorge Alves, direcção
Coro Sinfónico Lisboa Cantat

Fernando Lopes-Graça (1906-1994), Em Silves, já não há moiras encantadas; Na romaria do Senhor da Serra de Semide; No tempo em que na Figueira da Foz se dançava o lundum; Um Natal no Ribatejo; Um Velho fandango de Alcobaça; A Citânia de Briteiros; Em terras do Douro (da obra Viagens na minha terra)
Joana Gama, piano

Frederico de Freitas (1902-1980), Ribatejo
Álvaro Cassuto, direcção
Royal Scottish National Orchestra

Ruy Coelho (1889-1986), À noitinha em Condeixa; Dança noturna em Condeixa; Mouraria; Uma velha canção; Uma dança do sul; No Tejo; As crianças brincam nos jardins; Lisboa na noite de São João (da obra Passeios de Estio)
Silva Pereira, direcção
Orquestra da Rádiodifusão Portuguesa

Joly Braga Santos (1924-1988), Encruzilhada
Álvaro Cassuto, direcção
Bournemouth Symphony Orchestra

Amílcar Vasques Dias (1945-), Linho; Tear-Tecer (da obra Lume de chão)
Joana Gama, piano

Cândido Lima (1939-), Vagas e Tempestades (da obra Músicas de Villaiana)
Javier Viceiro, direcção
Coro da Academia de Música de Viana do Castelo
Orquestra Sinfónica da Escola Profissional de Música de Viana do Castelo

Luiz Costa (1879-1960), Telas Campesinas, Op. 6
Bruno Belthoise, piano

João Guilherme Daddi (1813-1887), Douro
Tomohiro Hatta, piano

Sobre o autor

Avatar photo

Natural de Viana do Castelo, completou o Curso de Instrumentista de Cordas e Tecla na Escola Profissional Artística do Alto Minho. Prosseguiu os seus estudos em Ciências Musicais na Faculdade de Ciências Sociais e Humanas, na Universidade Nova de Lisboa. Encontra-se, actualmente, a concluir o Mestrado em Comunicação, Cultura e Tecnologias da Informação no ISCTE-IUL, Lisboa.