Até 1 de Julho de 2023 estão abertas as inscrições para a segunda edição do Prémio Compositor Francisco de Lacerda da Fundação Millennium BCP. Ao vencedor será atribuído o montante de 7500€ e a sua peça será estreada no encerramento dos Encontros Sonoros Atlânticos Francisco de Lacerda 2023 pela Orquestra Metropolitana de Lisboa. A obra vencedora será anunciada a partir de 15 de Julho.

Deverá ser submetida a concurso uma composição orquestral totalmente inédita, que nunca tenha sido editada, publicada ou gravada, tanto em parte como na sua totalidade. O concurso é aberto a todas as idades e a residentes nacionais e estrangeiros em Portugal. Para participar é necessário enviar a candidatura para o site da Francisco de Lacerda – A Música e o Mundo, Associação Cultural, onde é possível também consultar o regulamento de participação.

O concurso foi criado e promovido pela Francisco de Lacerda – A Música e o Mundo, Associação Cultural. Fundada em 2019 na Fajã da Fragueira, na ilha de São Jorge, nos Açores, tem como objectivos promover a preservação do património cultural dos Açores, a sua história, a educação pela arte através da música e o meio ambiente. Por esta razão, os candidatos são incentivados a explorar uma relação com a vida e obra do compositor açoriano Francisco de Lacerda ou com os Açores.

O júri da edição de 2023 do Prémio Compositor Francisco de Lacerda Fundação Millennium BCP é constituído pelos compositores Magnus Lindberg, Christian Mason, Aspasia Nasopoulou e Vasco Mendonça.

Mais informações em: https://franciscodelacerda.com/Premio-FL

Sobre o autor

Avatar photo

Diplomada pela Universidade de São Paulo, onde se licenciou em História, concluindo o mestrado e o doutoramento em Arqueologia e integrando o LARP, Laboratório de Arqueologia Romana Provincial, enquanto Supervisora de Programas e Pesquisas. Foi docente de História da Arte em diversas instituições universitárias e no MASP, Museu de Arte de São Paulo. Realizou o estágio doutoral no Collège de France, Paris, especializando-se depois em Gestão Cultural no SENAC, Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial, e concluindo o mestrado em Empreendedorismo e Estudos da Cultura — Património no ISCTE, Lisboa, tendo neste âmbito sido distinguida com um Prémio de Excelência Académica.