Trata-se da gravação do primeiro CD de David Costa e Pedro Ferro, com a participação especial de Rosinda Costa na declamação do poema Cântico negro de José Régio.

O disco surge do espectáculo com o mesmo nome e o programa é composto das seguintes peças: Sonatina para oboé e piano n.º 2 de Sérgio Azevedo, Sonatina breve para oboé e piano de Anne Victorino d’Almeida; Cântico negro, Op. 19, de Nuno Côrte-Real (dedicada a David e Simão Costa); Canto I, in memoriam de Alfredo Teixeira, e Sonatina n.º 3 para oboé e piano de Sérgio Azevedo (dedicada a Pedro Ferro e a David Costa).

 

 

As contribuições para este projecto, que visa divulgar a música dos compositores portugueses para oboé e piano, podem ser feitas em https://ppl.pt/duo. A arrecadação começa com 5 euros e vai até aos 400. As recompensas são variadas e estimulantes. Por exemplo, quem ajudar com 50 euros tem direito a uma cópia do CD e uma aula individual de oboé ou de piano, e quem investir 400 euros tem direito a um mini-concerto e 2 CDs autografados.

Segundo a divulgação do projecto, David Costa e Pedro Ferro são amigos desde os tempos da Escola de Música do Conservatório Nacional, em Lisboa. Esta amizade, à qual acresce a paixão de ambos pela música, foi o principal impulsionador do desafio, no qual propõem “não só a partilha de sentimentos e sensações através da música” como a “criação de momentos de interacção com o público, enquadrando-o no que ouviu ou irá ouvir”.

Tocam juntos desde 2003. Ambos têm formação superior realizada em Portugal. Apresentaram-se já um pouco por todo o país, como em Lisboa (Centro Cultural de Belém e 32.ª Temporada Música em São Roque), na Ericeira, em Ponte de Lima e na Sobreda (Almada). Em 2007 gravaram para a Antena 2. David Costa toca com oboé “Légende” e é artista Buffet Crampon para Portugal e Espanha.

Sobre o autor

Tatiana Bina

Diplomada pela Universidade de São Paulo, onde se licenciou em História, concluindo o mestrado e o doutoramento em Arqueologia e integrando o LARP, Laboratório de Arqueologia Romana Provincial, enquanto Supervisora de Programas e Pesquisas. Foi docente de História da Arte em diversas instituições universitárias e no MASP, Museu de Arte de São Paulo. Realizou o estágio doutoral no Collège de France, Paris, especializando-se depois em Gestão Cultural no SENAC, Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial, e concluindo o mestrado em Empreendedorismo e Estudos da Cultura — Património no ISCTE, Lisboa, tendo neste âmbito sido distinguida com um Prémio de Excelência Académica.

Deixe um comentário

O seu endereço de correio electrónico não será publicado.