A SPIM, Sociedade Portuguesa de Investigação em Música, o INET-md, Instituto de Etnomusicologia — Centro de Estudos em Música e Dança, e o CESEM, Centro de Estudos de Sociologia e Estética Musical, procuram candidatos para o cargo de Editor Geral da Revista Portuguesa de Musicologia (RPM, 2.ª série).

A RPM é uma revista digital e de acesso livre, com arbitragem científica segundo o método da revisão por pares, aberta a todas as áreas da investigação em música, que aceita trabalhos em domínios tais como a musicologia histórica, a etnomusicologia, a análise e a tecnologia musical, investigação em criação e performance musical, a sociologia e a psicologia da música, o som e os estudos em música popular. São também bem-vindas perspectivas humanísticas e tecnológicas inter- e multidisciplinares em torno da música e do som.

 

 

De periodicidade semestral, publica tanto artigos de investigação como recensões de livros, gravações e filmes. O número de Maio é um dossiê temático, o de Novembro é aberto. O inglês e o português são as principais línguas de publicação, mas são também aceites artigos em espanhol, francês e italiano. Para além de texto, os artigos podem incluir outros media digitais.

Os candidatos interessados devem enviar uma carta de intenções que descreva a sua experiência editorial e (ou) administrativa anterior, o seu actual contexto institucional, e as principais razões por que gostariam de trabalhar como editores da RPM.

O edital está disponível aqui.

Sobre o autor

Avatar photo

Curso Complementar de Piano no Conservatório Nacional. Licenciatura em Composição pela Escola Superior de Música de Lisboa, onde estudou sob orientação de Sérgio Azevedo e de António Pinho Vargas. Durante um ano, em programa Erasmus, frequentou o Conservatório Nacional Superior de Paris (CNSMDP). Mestre e doutorando em Ciências Musicais pela Universidade NOVA. Membro fundador e Presidente da Direcção do MPMP. Director da revista GLOSAS (números 1-15 e 20-). Distinguido com o 2.º Prémio do Concurso Otto Mayer-Serra (2017) da Universidade da Califórnia, Riverside, e o Prémio Joaquim de Vasconcelos (2019) da Sociedade Portuguesa de Investigação em Música.