No passado dia 20 de Novembro, o Conservatório – Escola das Artes da Madeira, Eng.º Luiz Peter Clode (CEPAM) realizou um magnífico espectáculo comemorativo dos 70 anos de ensino da Música na Madeira, que teve lugar no Auditório do Madeira Tecnopolo, na cidade do Funchal.

Na data evocada, ano de 1946, foi criada a Academia de Música da Madeira, no seio da então Sociedade de Concertos da Madeira, iniciativa de alguns melómanos, entre os quais se encontravam o Eng.º Luiz Peter Clode, seu irmão, o médico Dr. William Edward Clode e o Coronel Alberto Artur Sarmento. Anos mais tarde, a Academia passou a integrar as Belas-Artes, denominando-se Academia de Música e Belas-Artes da Madeira. Depois da revolução de 25 de Abril de 1974, esta, que era uma escola de ensino particular, foi oficializada pelo Estado e passou a designar-se Conservatório de Música da Madeira, até ao ano 2000, quando passou a integrar os cursos profissionais nas áreas da Música, Teatro e Dança. A partir de então, passou a utilizar a actual designação, Conservatório – Escola das Artes da Madeira, Eng.º Luiz Peter Clode.

O espectáculo comemorativo contou com a participação da Orquestra Académica, dirigida pelo Prof. Francisco Loreto, que interpretou obras como: Fantasma da Ópera (excertos) de A. Lloyd-Weber, Bolero de Maurice Ravel, a Marcha Triunfal da Aida de Guiseppe Verdi ou o Hino do CEPAM, em estreia absoluta, na sequência de um concurso, do qual foram vencedores os alunos Patrícia Gomes (autora do texto) e Daniel Perzhan (compositor). Distinguiram-se ainda a participação do coro de alunos, sob a direcção do Prof. Nuno Santos, e várias interpretações de bailado com alunos do curso profissional e do curso de iniciação, respectivamente, sob a direcção dos Profs. Sergey Abakumov e Leandro Rodrigues, bem como os alunos do curso de Teatro, sob a orientação dos Profs. Victor Gonçalves e Yury Rykunov.

eacm

Marcou presença o Secretário-Regional de Educação, Jorge Carvalho, que dirigiu palavras de agradecimento, elogio e estímulo a todos quantos, ao longo de setenta anos, souberam criar, manter e fazer crescer esta importante escola das Artes na Madeira. Por sua vez, a Presidente da Direcção, Tomásia Alves, destacou a dedicação de alunos, professores e funcionários, bem como o facto de a instituição contar, actualmente, com dez núcleos espalhados por vários municípios da Madeira, e cerca de 1.400 alunos. Foi este, efectivamente, um excelente espectáculo, com a sala totalmente esgotada (cerca de 700 lugares), na sua maioria por alunos, pais, encarregados de educação, familiares e outros convidados. Os interessados na história desta Instituição podem consultar as informações disponíveis através desta hiperligação para o Dicionário Enciclopédico da Madeira.

Sobre o autor

Avatar photo

Carlos Alberto Meneses Gonçalves é Doutor em Ciências do Trabalho pela Universidade de Cádiz (Espanha), onde recebeu o Diploma de Estudos Avançados na área científica de Psicologia Social. É licenciado em Administração e Gestão Escolar e diplomado com o Curso Superior de Música (Piano e Canto). Foi professor em diversas instituições, incluindo o Conservatório de Música da Madeira, a Universidade da Madeira, o Instituto Superior de Ciências Educativas e o Instituto Politécnico de Setúbal. É investigador integrado do CIPEM (Centro de Investigação em Psicologia da Música e Educação Musical), no Instituto Politécnico do Porto, e do INET-md (Instituto de Etnomusicologia - Estudos de Música e Dança (FSCH/Universidade Nova de Lisboa). É Director de Serviços de Educação Artística e Multimédia da Secretaria Regional da Educação e Recursos Humanos do Governo Regional da Madeira.