No dia 28 de Outubro, entre as 10h e as 18h, acontece o 7.° Encontro Ibérico para a Música na Infância em Termas de Monfortinho, no concelho de Idanha-a-Nova. Trata-se de uma ação de formativa que visa apresentar metodologias pedagógicas aplicadas à educação de música, a partir das contribuições teóricas de Zoltán Kodály, conhecido por ter criado o método de educação musical Kodály.

O Encontro é dirigido a todos aqueles que lidam com crianças e jovens e/ou tenham especial interesse em pedagogia musical, em especial educadores de infância, professores do primeiro ciclo do Ensino Básico, auxiliares de educação, instrumentistas e professores de música, pais, encarregados de educação, representantes legais e demais cidadãos interessados.

Esta edição tem como mote o conceito de ‘música e movimento’ e  estará organizado segundo os seguintes tópicos:

Cantar!

Utilizar corretamente a voz cantada, incidindo na experiência de cantar em coro com crianças e jovens.

Repertório

Descobrir e experimentar uma coleção de canções e jogos, divulgar e criar

atividades musicais apropriadas aos diferentes contextos escolares.

Capacidades musicais

Identificar, desenvolver e potenciar as características musicais intrínsecas dos

participantes, com vista a permitir formas de ensinar mais completas e eficazes.

Orientações e técnicas

Conhecer a Educação Musical Kodály e as principais filosofias de educação musical no século XXI. Experimentar diferentes formas de incorporar esse conhecimento em diferentes contextos, tendo como bases fundamentais o canto e o movimento.

Promovido pela Orquestra Sem Fronteiras, em parceria com o Município de Idanha-a-Nova, o encontro será dirigido por Catarina Távora e Carlos Guerrero Bullejos e será oferecido em língua portuguesa, castelhano e inglês. A participação é gratuita, mas limitada a vinte e cinco vagas.

Para se inscrever, é necessário enviar o currículo e uma breve justificação de interesse para info@osf.pt.

Sobre o autor

Avatar photo

Diplomada pela Universidade de São Paulo, onde se licenciou em História, concluindo o mestrado e o doutoramento em Arqueologia e integrando o LARP, Laboratório de Arqueologia Romana Provincial, enquanto Supervisora de Programas e Pesquisas. Foi docente de História da Arte em diversas instituições universitárias e no MASP, Museu de Arte de São Paulo. Realizou o estágio doutoral no Collège de France, Paris, especializando-se depois em Gestão Cultural no SENAC, Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial, e concluindo o mestrado em Empreendedorismo e Estudos da Cultura — Património no ISCTE, Lisboa, tendo neste âmbito sido distinguida com um Prémio de Excelência Académica.