No próximo dia 20 de Novembro irá realizar-se o terceiro concerto da 12.ª edição do ciclo de concertos “Música no Inverno”, organizado pela associação Eborae Musica, com o apoio da Câmara Municipal de Évora, Antena 2, Diário do Sul, Diana FM, A Defesa e Registo. O concerto realiza-se no Convento dos Remédios, sede do Eborae Musica, pelas 18h00. Sandra Medeiros (soprano), Helena Raposo (alaúde, guitarra barroca e teorba) e Carmina Repas Gonçalves (viola da gamba) irão apresentar um programa musical intitulado “Affeti Amorosi”, que inclui obras de John Dowland, Robert Johnson, Pierre Guédron, Tobias Hume, Johannes Kapsberger e Henry Purcell entre outros.

O ciclo de concertos teve início a 5 de Novembro com a actuação do Coro Amadeus de Badajoz, dirigido por Alonso Gómez Gallego, seguindo-se no dia 13 de Novembro o concerto “Broadway” por Paulo Carrilho (canto) e Pedro Vieira de Almeida (piano). Estão ainda previstos mais três concertos que decorrerão durante as primeiras semanas de Dezembro. Assim, no dia 3 de Dezembro, irá apresentar-se no Convento dos Remédios o Duo Lundú, composto por Joana Godinho (canto) e José Farinha (guitarra), no dia 4 de Dezembro o Trio Cremeloque, formado por Savka Konjkusic (piano), Luís Marques (oboé) e Franz Dorsam (fagote). O ciclo termina a 18 de Outubro como concerto de natal pelo Coro Polifónico Eborae Musica, dirigido por Eduardo Martins.

De acordo com a associação Eborae Musica, “este ciclo visa promover eventos musicais que possam contribuir para qualificar a oferta cultural a nível do turismo cultural. Pretende aprofundar a relação entre o património construído, neste caso a Igreja do Convento dos Remédios, em Évora, e a adequação de uma oferta musical regular à fruição pelo público e à participação de grupos musicais regionais, nacionais e estrangeiros”.

xii_ciclo_musica_inverno_16

Sobre o autor

Avatar photo

Musicólogo açoriano, doutorando na Universidade de Évora, é mestre em Ciências Musicais (FCSH NOVA) e licenciado em Música (UÉvora). É investigador em formação no CESEM e membro do MPMP. Catalogou o arquivo musical da Sé de Angra, foi bolseiro no projeto ORFEUS e também investigador no projeto PASEV. Fundou e dirigiu o Ensemble da Sé de Angra e também o Ensemble Eborensis, com concertos nas ilhas dos Açores, Continente português e França. Os seus interesses de investigação centram-se na polifonia portuguesa seiscentista, especialmente no Alentejo, e a música nos Açores do século XV ao final do XIX.