No próximo dia 7 de Abril, pelas 21h00, na Igreja de Santa Cruz de Coimbra, apresentar-se-á pela primeira vez ao público o Manuel Faria Ensemble, que tem como objectivo principal a interpretação de música sacra dos séculos XX e XXI.

Este projecto acontece no seguimento dos SACRA XX-XXI (linha editorial criada no seio do MPMP, Movimento Patrimonial pela Música Portuguesa), inaugurada no passado dia 14 de Fevereiro na Biblioteca Municipal de Coimbra, destinando-se essencialmente a dar a merecida visibilidade aos compositores portugueses contemporâneos formados em música sacra.

O Ensemble reúne cantores e instrumentistas, respectivamente para a música coral/vocal e instrumental, aliando diversas componentes às suas interpretações, como a investigação, o estudo, a edição e a publicação de partituras.

Este novo projecto parte de uma conjugação idealizada de vontades de maestros, directores de coro e doutorandos em direcção (coral), activos no panorama nacional e internacional musical, com particular destaque para a cidade de Coimbra, sob a orientação artística de Paulo Bernardino.

Neste concerto será dado particular relevo aos compositores Pe. Manuel Faria (1916 – 1983) e Pe. Maurice Pirenne (1928 – 2008) – compositor holandês com um percurso muito similar ao de Manuel Faria – com estreia de diversas das suas obras, com especial destaque para o Stabat Mater (para coro misto e orquestra de cordas em diálogo com o canto gregoriano) do compositor português, enobrecendo e desenvolvendo também as celebrações do centenário do seu nascimento que decorrem no País e, de modo especial, na cidade de Coimbra.

MANUEL FARIA

no Contexto Nacional e Europeu da Música Sacra dos sécs. XX – XXI

***

Programa

James MacMillan (n. 1959)
In Splendoribus Sanctorum (Coro e trompete)

Maurice Pirenne (1928 – 2008)
O Magnum Mysterium
Copiosa Redemptio
Ave Verum

Mário de Sousa Santos (1914 – 1983)
O Memoriale Mortis Domini

Paulo Bernardino (n. 1973)
Missa Felix Caeli Porta: Gloria

Manuel Faria (1916 – 1983)
Sangue de Cristo
Parábolas da Montanha. IV: “Lançai a rede ao mar”
Stabat Mater (para coro misto e orquestra de cordas em diálogo com o Canto Gregoriano)

Sobre o autor

Paulo Bernardino

Paulo Bernardino é maestro, compositor, organista e pianista. Licenciado em Música Sacra pela Universidade Católica Portuguesa, no Porto, e Professor na Escola Diocesana de Música Sacra de Coimbra desde 1994, tem desempenhado desde então as funções de organista titular da Sé Catedral de Coimbra e da Capela da Universidade de Coimbra.

Deixe um comentário

O seu endereço de correio electrónico não será publicado.